Notícias Adventistas

Jovens adventistas abastecem bancos de sangue em Brasília

Por Por Rafael Brondani, com colaboração de Ligia Pacheco e Vanessa Arba 9 de abril de 2020


Os efeitos da pandemia da Covid-19 chegaram aos hemocentros de todo o Brasil. Com parte da população em quarentena, a frequência de doadores nas unidades diminuiu e, consequentemente, os bancos de sangue já sofrem com a baixa em seus estoques. No Rio de Janeiro houve queda de 50% no número de doações, em São Paulo, 30%, e no Distrito Federal já são 25% a menos. Por outro lado, a demanda de sangue nas unidades de saúde se mantém elevada.

Para atendê-la e ajudar a salvar vidas, jovens adventistas de todo o território brasileiro organizam ações sistemáticas. Em Brasília não é diferente. Um grupo pertencente a um coral da Igreja Adventista de Taguatinga Norte realizou a doação na tarde desta quinta-feira, 9, às 14h, no Hemocentro de Brasília. A mobilização parte do projeto Vida por Vidas.

De acordo com o coordenador de Jovens Adventista do Planalto Central, Messias Carvalho, esse é um projeto recorrente do coral MultiVoz e que envolve várias atividades de cunho social que beneficia a sociedade. “Temos muitos profissionais da saúde em nosso grupo, que, inclusive, estão atuando no combate ao coronavírus. O coral se sensibiliza porque este é um momento onde também podemos contribuir doando sangue para que as pessoas tenham suas demandas atendidas neste momento de crise e de desafios”, explica o coordenador.

O líder ainda ressalta que o objetivo do grupo é seguir o exemplo de Cristo. “Ele literalmente deu o seu sangue para que nós pudéssemos viver”, comenta.

Messias ainda ressalta que a doação de sangue irá contribuir com um problema que se tornou uma crise mundial. “Esse momento que vivemos gerou um protagonismo muito grande na área da saúde devido ao novo coronavírus. A gente se sente motivado por poder contribuir para que as pessoas tenham saúde e que vidas sejam preservadas”, destaca.

Uma das doadoras, Hellen Cristina, que é secretária do MultiVoz, destaca que a ação foi muito importante, pois neste momento de isolamento, eles puderam demostrar sua fé. “Essa doação vai salvar vidas. E acredito que também, de alguma forma, testemunhamos nossa fé. Se eu pudesse, doaria novamente. Através dos nossos atos testemunhamos de Jesus”, relata.

Doações seguras

Visando garantir a segurança de todos os envolvidos em relação ao contágio do coronavírus, os jovens são incentivados a doar individualmente, a fim de evitar aglomerações nos hemocentros, que trabalham apenas mediante agendamento. Os interessados devem contatar o banco de sangue mais próximo e marcar o seu horário. Os telefones podem ser encontrados no site do Ministério da Saúde. Também é possível obter informações sobre o projeto nas redes sociais do Ministério Jovem Adventista. Vale destacar que desde o agendamento das visitas até o fim das doações são seguidas normas de segurança e higiene estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

Vida por Vidas e Mutirão de Páscoa

O projeto Vida por Vidas nasceu de uma iniciativa voluntária de jovens adventistas em 2005. Desde então, vem mobilizando milhares de doadores de sangue e medula óssea na América do Sul anualmente, principalmente no período da Páscoa – embora as campanhas se estendam ao longo dos meses. Neste ano, o projeto se integra ao movimento solidário do Mutirão de Páscoa, que une forças de vários departamentos da Igreja Adventista para atender aos mais necessitados durante a pandemia.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox