Notícias Adventistas

Corrida contra o suicídio atrai 4.500 atletas e tem como patrono o maratonista Vanderlei Cordeiro

O maratonista olímpico, Vanderlei Cordeiro, foi o patrono da IV Corrida Quebrando o Silêncio

Manaus, Am [ASN] Vanderlei Cordeiro é maratonista há mais de 30 anos, mas a sua história foi reconhecida mundialmente durante as Olimpíadas de Atenas, no ano de 2004, quando estava na liderança do ouro e foi retirado da pista por um torcedor que invadiu a competição. A atitude de persistência e resiliência do maratonista chamou a atenção de todo o mundo, quando, inesperadamente ele voltou à pista e continuou o seu percurso. Neste ano, a Igreja Adventista para os estados do Amazonas e Roraima irá levantar a bandeira pela vida com a IV edição da Corrida Quebrando o Silêncio, com intuito de conscientizar a sociedade sobre o combate ao suicídio. O maratonista Vanderlei foi o patrono da corrida, no último domingo, dia 26 de agosto, na zona norte de Manaus com 4.500 corredores.

4.500 pessoas participaram da IV Corrida Quebrando o Silêncio- Todos pela vida

De acordo com a responsável pela IV edição da Corrida Quebrando o Silêncio, Euciany Saraiva, a capital manauara tem a cultura de corridas de rua, e promover um movimento esportivo em favor da vida alertou a sociedade sobre a problemática do suicídio que cresceu em 12% nos últimos 2 anos no Brasil. “Neste ano unimos a campanha em favor da vida do Quebrando o Silêncio com a corrida de rua, que é muito comum em Manaus. 4.500 pessoas se inscreveram e entraram em contato com a temática por meio da revista Quebrando o Silêncio e impressos”, coloca.

O maratonista e patrono da Corrida Quebrando o Silêncio, Vanderlei Cordeiro, já participou de centenas de corridas de rua, mas correr em favor da vida tem outro significado. “Participar de uma corrida que valoriza a vida é motivador. O esporte tem o poder de transformar vidas e promover qualidade de vida. Unir estes dois movimentos com certeza conscientizou muitas pessoas sobre a importância da vida”, declara.

O aposentado de 64 anos, Antônio Caporazzo afirma que correr em favor da vida foi mais motivador

Seu Antônio Caporazzo é aposentado, tem 64 anos, e participa de corrida de rua há mais de 5 anos. Segundo ele, a atividade física é capaz de mudar o rumo da vida de qualquer pessoa. “O que está acontecendo hoje aqui na Corrida Quebrando o Silêncio é resgate de vidas! Manaus tem enfrentado muitos problemas como a crise econômica, decadência na família e drogas e uma ação como esta promove vida e um estilo mais saudável para a sociedade. Corridas como estas tem que acontecer sempre! Pelo menos de 6 em 6 meses”, ressalta.

Para o responsável pela Igreja Adventista nos estados do Amazonas e Roraima, pastor Wiglife Saraiva, a igreja precisa ser cada vez mais relevante em suas ações. “Este ano o projeto Quebrando o Silêncio foi às ruas através de uma corrida. Estamos vestidos com a cor amarela, que representa o combate ao suicídio. 4.500 pessoas levantaram a bandeira pela vida neste domingo, através do esporte, que tem o poder, junto ao tratamento adequado, de ajudar a curar muitas doenças emocionais, além de ser preventivo.”, finaliza. [Equipe ASN, Luciana Santana]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox