Notícias Adventistas

Calebes salvam uma vida ao prestar socorro em acidente grave

Ação rápida e eficiente dos calebes foi importante no Paraná.

24 de janeiro de 2015

acidente - calebesRibeirão do Pinhal, PR… [ANP] Um grupo de quatro jovens de Jacarezinho, que participou do projeto Missão Calebe em Ribeirão do Pinhal, na região norte do Paraná, mostrou o verdadeiro amor de Deus. Os calebes prestaram socorro em um grave acidente na noite do último domingo, 18 de janeiro, na PR-439, entre Ribeirão do Pinhal e Santo Antônio da Platina e ajudaram a salvar uma vida.

Os jovens retornavam para sua cidade, pois na segunda-feira (19) precisavam trabalhar. Próximo à entrada para a cidade de Jundiaí do Sul, o grupo encontrou uma moto caída na rodovia e o jovem Leonardo Duarte Reale, de 20 anos, também ferido já sem o pé esquerdo.

Imediatamente quatro jovens do Missão Calebe acionaram o socorro, começaram sinalizar o local e fizeram os primeiros socorros (torniquete) conforme orientação dada pelo Corpo de Bombeiros via celular. “Após acionarmos o socorro, os bombeiros retornaram no meu celular e pediram para fazermos o torniquete, para evitar maior perda de sangue”, explicou o jornalista, líder local da Igreja Adventista do Sétimo Dia Central de Jacarezinho, Jivago França de Souza.

Outro membro da Igreja, Déborah Alane Pimentel, auxiliou com ajuda de um celular e galhos espalhados na pista, a sinalização da rodovia próximo a uma curva para evitar novos acidentes. Outros dois jovens, Samanta Rocha e Robson Oscar, auxiliaram também na sinalização em outro ponto da rodovia, também em uma curva.

Ainda no local, o jovem acidentado relatou que havia sido atropelado por um Fusca que o perseguiu desde Santo Antônio da Platina até o lugar onde houve a colisão. O carro fugiu do local. O jovem foi socorrido pelos bombeiros e atendentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e foi encaminhado para o Hospital Nossa Senhora da Saúde em Santo Antônio da Platina. O hospital não repassou o atual estado de saúde do jovem, apenas que ele permanecia internado no local. A Polícia Civil deve investigar o caso. [Equipe ASN, Wendy Almeida / Colaboração: Jivago França]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox