Notícias Adventistas

10 dias separados para unir as famílias e ajudar ao próximo

Não basta se engajar nos projetos da igreja, é preciso utilizar destes movimentos para mostrar a relevância da igreja para a comunidade e fazer a diferença na vida das pessoas. Esse foi o objetivo dos 10 dias na Faculdade Adventista da Bahia.

7 de março de 2018

Por Wiliane Passos

Centenas de jovens estiveram reunidos e unidos em oração pelas famílias.

A Igreja do Campus da FADBA esteve unida com os alunos, professores e pessoas da comunidade para buscar à Deus nas primeiras horas da manhã e a cada dia, poder contribuir para os vizinhos através de doações, orações e visitas missionárias.

O projeto “10 dias de Oração” faz parte de um movimento para que milhões de pessoas mudem sua rotina e, durante dez dias, dediquem mais tempo à oração por motivos específicos e um dia para o jejum, convocando a todos a unir-nos na busca especial pelo batismo do Espírito Santo.

Na Faculdade Adventista da Bahia, em Cachoeira, o programa moveu toda a comunidade, alunos e professores. O tema deste ano foi a família e a importância de se unirem em oração e estudo da Bíblia.

A Igreja do Campus da FADBA mobilizou todos os seus membros a participarem dos 10 dias.

Pastor Filipi Ribeiro, orador dos 10 dias, comenta que “A ideia do projeto dos 10 dias de oração é a gente parar um pouco no tempo, pra nos lembrarmos das coisas mais importantes. Esses 10 dias foram uma parada para repensarmos valores, experiências e poder sentir o céu enquanto a gente exerce as coisas pra Deus”.

O propósito da Igreja é ser relevante para a comunidade e pensando nisso, foram lançados desafios para cada um dos 10 dias. Dentre os desafios, estiveram: oração com os vizinhos, doação de alimentos, roupas, ofertas em dinheiro, doação de livros, pães, cartas e o convite para participarem dos encontros na igreja e de um café da manhã. Os alimentos e roupas arrecadados serão direcionados para a assistência social Adventista da Igreja do Campus, que distribui mensalmente mais de 2.500 kg de alimentos. Esses desafios são fundamentais na visão da Igreja do Campus, que é ser relevante para a comunidade através dos ministérios.

“Nós queremos, através deste movimento de oração, criar força na nossa juventude e membros da nossa igreja para que eles cheguem cheios de poder na comunidade, façam diferença a diferença e preparem um povo para as mansões celestiais” discorre o Pr. Herbert Cleber, pastor da Igreja do Campus.

Confira a reportagem exibida no programa Revista Novo tempo sobre o evento:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox