Notícias Adventistas

Voluntários criam projeto de auxílio a grupo de risco

Grupo de jovens realiza tarefas como compra de medicamentos, alimentos e atendimento básico de enfermagem para auxiliar a comunidade.

Por Wiliane Passos 2 de abril de 2020

Douglas Clemente, idealizador do projeto, auxilia na entrega dos itens para os idosos (Foto: Reprodução)

Composto inicialmente por 25 pessoas, o projeto “Covid-nos” tem oferecido suporte às pessoas residentes da comunidade de Capoeiruçu, onde se encontra a Faculdade Adventista da Bahia (Fadba), em Cachoeira.

Devido à pandemia do Covid-19, todos tiveram que reorganizar seus horários e rotinas, e alguns requerem de um pouco mais de cuidado do que outros. Foi pensando nos grupos de risco que jovens resolveram se colocar à disposição para realizar atividades externas.

Leia também: 

Eles oferecem auxílio para realizar compras de alimentos, medicamentos, busca de materiais em postos de saúde e também dispõe de profissionais de enfermagem para fazer curativos em casa. Além dessas atividades, o grupo auxilia no levantamento de informações das famílias necessitadas e arrecada alimentos e materiais de higiene para a distribuição de cestas básicas.

Voluntários adotam medidas de segurança na entrega dos materiais. (Foto: Reprodução)

Liderados pelo estudante Douglas Clemente, um dos auxiliares da igreja do campus, a equipe segue todas as instruções preventivas de higienização para garantir a saúde e segurança dos voluntários e dos beneficiados pelo projeto.

A iniciativa tem recebido uma boa aceitação, especialmente por pessoas da terceira idade, que são as mais beneficiadas. “Temos percebido que muitos estão assustados e quando nós entramos em contato, levamos também um momento de tranquilidade e confiança em Deus, além de reforçar todos os cuidados necessários para não adquirir o vírus”, acrescenta Clemente.

Solidariedade que não pode parar

Ele também compartilha que os beneficiados enxergam a atitude como um movimento de compaixão. “É completamente gratificante, pois percebemos que mesmo em meio à crise do Covid-19 podemos ser instrumentos poderosos nas mãos de Cristo. Nós estendemos também que, mesmo que a igreja esteja fechada, a obra não pode parar”, conclui.

Fazem parte do grupo de risco atendidos pela equipe diabéticos, hipertensos, pessoas com criança de colo, portadores de algum problema respiratório crônico, cardíacos, entre outros. Mais de 21 famílias já foram atendidas em uma semana e o número médio de atendimentos diários é de cinco pessoas.

O serviço é gratuito e os interessados devem solicitar ajuda através dos seguintes contatos:

  • WhatsApp

(69) 99960-1686 Jéssica / (69) 99937-6310 Jayne

  • Ligação e WhatsApp

(75) 99285-1952 Douglas

Ações similares

Além desse projeto, uma ação dirigida por outro grupo de voluntários se mobilizou para arrecadar itens de manutenção básica para estudantes de baixa renda na mesma comunidade.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox