Notícias Adventistas

Professores de instituições adventistas participam de capacitação

O treinamento mostrou as diretrizes para que o professor tenha sucesso com os alunos no ciclo alfabetizador.

31 de julho de 2014
Presidente da AMS, pastor Gustavo de Sá, esteve no treinamento e falou sobre a diferença que a Educação Adventista fez em sua vida profissional e pessoal. Presidente da AMS, pastor Gustavo de Sá, esteve no treinamento e falou como a Educação Adventista fez a diferença em sua vida profissional e pessoal.

Presidente da AMS, pastor Gustavo de Sá, esteve no treinamento e falou como a Educação Adventista fez a diferença em sua vida profissional e pessoal.

Pesquisas sobre educação mostram que o maior problema de desenvolvimento regressivo dos alunos é consequência de uma má alfabetização. Com o intuito de solucionar a situação, a área de Educação da sede administrativa da Igreja Adventista para o sul de Minas Gerais (Associação Mineira Sul) realizou um treinamento com foco no ciclo alfabetizador, trabalhando a metodologia do português e da matemática, que dão base para outras matérias.

Professores da educação infantil e fundamental I, do 1º ao 3º ano, da Fadminas, em Lavras, do Instituto Petropolitano Adventista de Ensino (Ipae), no Estado do Rio de Janeiro, das Escolas Adventistas de Andradas, Varginha e Juiz de Fora participaram dessa capacitação na Escola Adventista de Juiz de Fora, Minas Gerais.

O encontro, que aconteceu de 28 a 30 de maio, contou com a presença das analistas educacionais Márcia Branco e Elisângela Gonçalves, que mostraram aos professores que cada educador deve ensinar o aluno a pensar, respeitando as diferenças e ritmos de aprendizagem de cada um. “Um aluno que vai bem, ele consegue ir sozinho, mas o aluno que tem dificuldades, precisa de uma intervenção pedagógica direcionada a ele”, destaca Márcia Branco, analista educacional da Superintendência de Ensino de Juiz de Fora.

Nos três dias, os professores ouviram, mas também colocaram a mão na massa e parece que entenderam o recado. “Agora que temos o conhecimento sobre os eixos e diretrizes de aprendizado, podemos aperfeiçoar nossa prática pedagógica, respeitando o ciclo de alfabetização e a individualidade de casa criança”, ressalta a professora da educação infantil do IPAE, Verônica Moura. [Equipe ASN, Vanessa Lemes]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox