Notícias Adventistas

Pedagoga cria projeto com ideias divertidas para estimular a leitura

Por Ayanne Karoline

Cerca de 400 alunos, de 7 a 11 anos, serão estimulados através das ideias.

Que tal um gole de leitura? Ou uma leitura acompanhada de um doce? Um sorvete “cai” bem com um livro? Essas são algumas das ideias desenvolvidas pela pedagoga Sueila Goese, do Colégio Adventista de Vitória. Através do projeto LEI – Ler, Escrever e Interpretar, ela estruturou várias opções divertidas para estimular cerca de 400 alunos, com idade entre 7 e 11 anos, a ler mais.

O projeto teve início nesta quarta-feira (18), quando se comemora o Dia Nacional do Livro Infantil. O objetivo é que, até o fim do ano letivo, cada criança tenha lido cerca de 25 livros ou histórias em forma de textos. “ Vai depender da faixa etária. Com os alunos mais velhos é possível trabalhar livros inteiros, já para os pequenos o foco será trechos de livros e histórias”, comentou Sueila.

Uma das ideias é a “Chuva de Leitura”, que é um grande guarda-chuva com textos guardados dentro de gotas de chuva penduradas. A professora estimulará os alunos, de forma lúdica, a interagirem com a chuva diferente, lendo textos.  Outra ideia é a “Leitura Gelada”, onde cada aluno pode escolher trechos de uma história para ler e ganhar um chup chup. Destaque também para a ideia “Doce Leitura”, onde o aluno troca a leitura de um livro por um pirulito. Já a Leitura estourada propõe o aluno a estourar um balão e ler um texto. Também há a caçamba da leitura, um gole de leitura e a boneca da leitura, que envolve a família em casa para a atividade.

De acordo com Sueila, as crianças ainda não têm maturidade para entender como a leitura pode fazer diferença em vários aspectos da vida, por isso a necessidade de estímulos criativos para que elas cresçam com o hábito de ler. “ São ideias que podem ser usadas, inclusive, pelos pais e família em casa. Com a união de forças, formaremos crianças mais leitoras, conscientes e capazes de refletir sobre diversos assuntos”, explicou.

Além do projeto com os alunos, a escola também desafiou os professores a lerem mais. São cinco livros, da área da pedagogia, por bimestre. “ Entendemos que eles são exemplo para os alunos e devem buscar constantemente aprimorar conhecimentos”, explicou Sueila.

Confira vídeo sobre o projeto:

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox