Notícias Adventistas

Novas unidades do Unasp levam ensino superior para estudantes de diversas idades

Segundo estatísticas do Inep, cresce o número de universitários com mais de 40 anos

Por Mairon Hothon

Gestores, docentes e estudantes do curso de Pedagogia do Unasp, unidade Vila Matilde, juntos na aula especial que inaugurou o período letivo de 2018

Na semana em que milhões de universitários brasileiros retornaram para a sala de aula, o Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp) deu início às atividades em duas novas unidades da capital paulista. Localizadas no bairro Campo Limpo, na Zona Sul, e Vila Matilde, na Zona Leste, tornaram acessível o ingresso ao Ensino Superior para um público com idades cada vez mais diversificadas.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep), dos cerca de 7,1 milhões de universitários brasileiros, mais de 641 mil têm entre 40 e 59 anos. Segundo o Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee), nos últimos anos o número de estagiários acima de 40 anos cresceu 20%, e hoje já são mais de 7 mil em empresas de todo o País.

Ter o Unasp perto de casa fez com que Silvana Santos voltasse a estudar após 20 anos

Longe do ambiente escolar por mais de duas décadas, Silvana Santos voltou do mesmo jeito que havia saído. Com um frio na barriga, a estudante de Pedagogia chegou apressada para a Aula Magna que começou na quarta-feira, 21 de fevereiro.

Aos 41 anos, com dois filhos e um emprego, a universitária decidiu realizar um sonho antigo: cursar o ensino superior. Auxiliar administrativo em uma escola, ela resolveu encarar o desafio de voltar à sala de aula, mas agora como aluna. Mesmo como uma jornada dupla e as responsabilidades que a vida trouxe, ela vê com expectativa o futuro que sempre desejou.

“Nunca pude fazer meu curso superior por questões financeiras. Primeiro foi a vez do meu esposo, depois dos meus filhos, e eu sempre ficava para trás. Minha chefe até me incentivava a começar algum curso na área, já que trabalho em uma escola, mas algo sempre impedia. Estou emocionada com meu primeiro dia. A faculdade fica na esquina de casa. 2018 já começa muito bem”, enfatiza.

Nova fase

E essa vontade de recomeçar também pode ser vista em outros ‘quarentões’. Só na unidade do Unasp Campo Limpo, começam neste mês as aulas dos cursos de Pedagogia e Administração, com alunos, em sua maioria, em idades entre 35 a 50 anos. “Comecei e não quero parar. Depois que terminar Pedagogia, quero fazer uma pós-graduação na área e fazer algum curso técnico em desenho realista. Vou alinhar as duas áreas no processo de ensino para as crianças. Se a vida começa aos 40, só estou começando a viver”, projeta Silvana.

Na unidade do bairro Vila Matilde, 25 alunos iniciaram a formação em Pedagogia. Aos 55 anos, Adonias Santos é um desses estudantes que começou a realizar o antigo sonho da formação acadêmica. “Eu sempre comentei com os meus colegas que eu tinha vontade de concluir meu sonho: começar e terminar uma faculdade. Tentei uma primeira vez e não deu certo, agora é a segunda e não quero desistir. Sei que vai ser difícil, mas não será impossível e tenho certeza de que vou vencer essa batalha”, expressou durante a Aula Magna que ocorreu no polo na quinta-feira, 22 de fevereiro.

Expansão Universitária

Primeira aula na Unidade Campo Limpo do Unasp, localizada na Zonal Sul

Durante a Aula Magna que ministrou em cada unidade, o reitor do Centro Universitário Adventista de São Paulo, doutor Martin Kuhn, ressaltou a importância de os estudantes entenderem os desafios de uma graduação a acreditarem no suporte do Unasp durante esta trajetória.

“Fácil não será. [É] uma jornada que começa hoje e só termina daqui a quatro anos, mas que trará um reconhecimento pessoal e profissional impagável. Meu sonho é que em cada Escola Adventista de São Paulo haja uma extensão do Unasp para que mais pessoas possam experimentar o que é ter o Ensino Superior. O Unasp é uma instituição grande e queremos crescer mais, levando o ensino de qualidade e as atividades curriculares para o dia a dia do aluno”, sublinha.

Reitor sonha em expandir o ensino do Unasp para ainda mais unidades da rede de ensino adventista em São Paulo

Além dessas duas unidades descentralizadas de ensino, também foram iniciadas neste ano os cursos de Arquitetura e Urbanismo, e Publicidade e Propaganda no próprio campus São Paulo, bairro do Capão Redondo.

De acordo com Menslin, o objetivo é investir na modernização do ensino para que a instituição continue a oferecer uma formação diferenciada

“Hoje o ensino superior brasileiro passa por um momento de ajustes. Temos muitas faculdades, mas que nem sempre oferecem ensinos práticos e com qualidade, segundo atesta o próprio MEC [Ministério da Educação]. O mercado busca do candidato mais que um diploma: experiências profissionais, uma segunda língua, o envolvimento em projetos comunitários e de extensão universitária. É preciso uma formação integral da pessoa”, explica o professor Douglas Menslin, diretor do campus SP do Unasp.

Por isso, ele atesta que a mesma grade de atividades que o campus matriz oferece também será utilizada nas unidades descentralizadas. “Queremos formar estudantes diferenciados para a sociedade, com metodologias modernas do curso e uma gama variada de atividades extracurriculares”, garante.

Para o presidente da Igreja Adventista na região Sul de São Paulo, pastor Luís Carlos Araújo, a parceria com o Unasp vai trazer mais qualidade de vida para toda região.

“Quando temos fiéis mais letrados, pessoas que estão buscando crescer na área profissional e intelectual, a Igreja e toda a comunidade ganham. Temos cidadãos mais conscientes e críticos dos seus deveres e direitos, pessoas que buscam transformar sua comunidade para melhor. Que essa parceria entre Igreja e Unasp produza ainda mais bons frutos”, ressalta.

Veja mais sobre as novas unidades do Unasp na cidade de São Paulo:

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox