Notícias Adventistas

Laços de amizade criados em internato permanecem para a vida

Os estudantes da Faculdade Adventista da Bahia, Fadba, consideram as histórias e memórias do internato os melhores momentos da juventude

Por Ana Clara Silveira 20 de julho de 2021

Internato incentiva amizades saudáveis para a vida. (Foto: colaboração).

O Dia do Amigo sempre incentiva às pessoas a compartilharem mensagens de carinho e gratidão. Além disso, celebrar a amizade sempre faz com que as pessoas contem histórias da juventude e as descobertas nessa fase. Para aqueles que viveram no internato, essas memórias costumam ser ainda mais divertidas. A rotina intensa de estudos, momentos no quarto, refeitório e em outros ambientes resultam em vivências inesquecíveis.

Para a estudante de enfermagem, Geovana Oliveira, ter conhecido as amigas na Fadba foi um privilégio. Ela dividiu o quarto com Maria Clara e Esther Cantuária e conta que a primeira impressão já foi muito positiva. Geovana não esconde que admira o “carisma, gentileza e afeto” das outras meninas e fala com carinho das histórias que viveram juntas, principalmente das brincadeiras que faziam umas com as outras. “Estando juntas em cada momento, nossa amizade já se fortalece”, acrescenta.

Já Esther preferiu conhecer as meninas antes de criar impressões. A estudante de Psicologia confessa que seu momento preferido com as amigas é “a hora de comer”, principalmente quando podiam sair juntas. Ela explica que a convivência era tão intensa que nem precisavam de outros momentos além do internato para se sentirem unidas. Mas em um ponto elas concordam totalmente: Laços de amizade criados no internato permanecem para a vida.

Encurtando distâncias

Semana da Amizade na Fadba (Foto: colaboração).

Maria Clara também celebra essa amizade. Para ela, a união do quarto sempre foi muito importante enquanto permaneceu no internato. “Estarmos sempre juntas para tomar café da manhã, almoçar, jantar ou, até mesmo, uma resolver o problema da outra quando era necessário, foi fundamental”, afirma.

Enquanto Geovana e Esther deram sequência a graduação e pretendem retornar para o internato no fim das férias, Clara interrompeu para seguir outros planos. No entanto, isso não impede o encontro, ainda que virtual, entre elas. “A gente faz vídeo chamada quando sente saudade”, destacam. Assim como Geovana, Esther e Clara, muitas amizades surgem no internato. Mesmo após o fim da graduação, os jovens mantêm o contato e a amizade, mostrando que as memórias e carinho permanecem.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox