Notícias Adventistas

Instituto Adventista Brasil Central lança projeto ‘lápis semente’ no primeiro mês de aula

Lápis "plantável" visa estimular a sustentabilidade dos alunos do IABC

Por Maycon Santos 4 de março de 2020

Da teoria para prática os alunos colocaram a mão na terra para realizar o projeto. Foto: Nathalia Roque

O ano letivo no Instituto Adventista Brasil Central (IABC) começou com excelentes oportunidades para colocar em prática hábitos mais sustentáveis. Os alunos receberam no primeiro mês de aula um lápis semente.

O lápis foi feito com madeira de reflorestamento. A parte superior contém um compartilhamento com sementes, um presente para os alunos e para a natureza. Segundo a professora Deborah Nunes, este projeto é interdisciplinar.

“Hoje em dia existem muitas situações em que nós temos visto que a natureza tem se acabado, por isso, temos como objetivo de ensinar aos alunos como podemos ajudar a melhorar a situação da natureza e do meio ambiente”, explicou Nunes.

As sementes são de embaúba e almeirão. Elas serão plantadas na horta escolar e nos arredores da escola.

A estudante Sofia Leão, de 9 anos ficou empolgada para usar o lápis o máximo possível, e assim concretizar a melhor parte da campanha. “Estou aprendendo que as árvores são muito importantes em nossas vidas e elas ajudam a melhorar a qualidade do ar”, comentou.

O aluno Beijamim Figueiredo, de 9 anos, também se preocupa com a qualidade do ar. “É bem melhor respirar o ar puro do que o ar do ar-condicionado”, contou.

Essa ideia faz parte do projeto Escola Sustentável, realizado em todas as unidades escolares Adventistas da região centro oeste do Brasil. No IABC todos os alunos abraçaram o projeto, sempre visando a sustentabilidade em diversas frentes.

“O IABC diante desta natureza ficou ainda mais estimulado e motivado a levar os alunos a preservar a natureza, a cuidar do bem que possuí, consumir menos e evitar a produção de lixo. Nesse contexto ao distribuir o lápis, que ao ser descartado pode trazer benefícios a paisagem, para nós foi uma alegria”, ressaltou a diretora acadêmica Gabriela Wolff.

Ainda segundo a diretora, o instituo adota outras práticas sustentáveis como: Diminuição de produtos descartáveis, diminuição do desperdício do alimento, campanha para diminuir o consumo excessivo de energia elétrica e água potável.

Projeto foi destaque no programa Revista Novo Tempo

Veja o álbum de fotos do projeto.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox