Notícias Adventistas

Fé e dedicação ajudam gêmeas a ingressar em universidade federal

Com rotina intensa de estudos, irmãs também dedicaram tempo à oração como parte de seu preparo para alcançar objetivo.

Por Monique Anjos 31 de janeiro de 2019

Vanessa e Vanusa, respectivamente, exibem medalhas e certificados de melhores alunas que conquistaram ao longo dos últimos anos (Foto: Divulgação)

Aos 17 anos, as irmãs gêmeas Vanessa e Vanusa Duarte Guerreiro colecionam medalhas e certificados de seu desempenho acadêmico. Desde pequenas, estudaram em uma Escola Adventista em Salvador e sempre se envolveram nas atividades acadêmicas e religiosas promovidas pela instituição.

Em 2018, prestes a realizarem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mergulharam numa rotina intensa de estudos, de aproximadamente 15 horas diárias, pois tinham o mesmo objetivo: ingressar na Universidade Federal da Bahia.

Leia também:

A aprovação para o bacharelado interdisciplinar em Ciências e Tecnologia chegou para as duas, por meio do Enem, com uma pontuação bem semelhante. “O nosso maior desafio no ensino médio era conciliar os estudos das matérias com o preparo para o exame. Por isso nos dedicamos muito, principalmente na redação. Quando o resultado foi divulgado, nós tivemos o prazer e alegria de saber que alcançamos 960 e 920 pontos. A partir dessa conquista percebemos o valor do nosso esforço, de Deus nos ajudando em todas as circunstâncias e da nossa instituição com os professores qualificados, especialmente a querida professora de redação, Aliane Teodoro, que teve um papel crucial no nosso aprendizado”, afirma Vanusa.

Rotina diária de estudos foi fundamental para aprovação em vestibular (Foto: Divulgação)

A vida escolar de Vanessa e Vanusa nem sempre foi um mar de flores. Às quatro da manhã já estavam se arrumando para pegar o ônibus e ir à escola. Dificuldade em algumas disciplinas, momentos de frustração e pensamentos negativos também fizeram parte da trajetória das irmãs. “Várias vezes ouvimos alguns colegas falarem que não íamos aguentar ou ter sucesso no vestibular, pois acordávamos muito cedo e tínhamos uma rotina bem intensa. Contudo, sempre colocamos Deus em primeiro lugar na nossa vida. Então, decidimos andar a segunda milha e selamos um compromisso com Ele: acordar às duas horas da manhã para orar e pedir forças para nunca mais pensarmos em desistir, e para que tivéssemos motivação para ofertar a melhor versão de nós mesmas nos estudos”, revela Vanessa.

Alegria para os pais e toda a família, as gêmeas que sempre viveram unidas passarão para a nova etapa acadêmica juntas como foi desde o início, agora tendo a oportunidade de levar todo o aprendizado da Educação Adventista para outros horizontes. “A base espiritual e acadêmica que minhas filhas tiveram na Rede Adventista de Educação, com certeza, será um suporte para o novo mundo que elas encontrarão na universidade”, finaliza Ranusia, mãe das meninas.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox