Notícias Adventistas

Estudantes do Unasp homenageiam idosos isolados na páscoa

Por Glória Barreto 12 de abril de 2020

Idosa se emociona ao receber homenagem de páscoa (Foto: Divulgação).

Com ajuda do cadastro de idosos do templo adventista do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Hortolândia, estudantes localizaram idosos que estão em isolamento devido à quarentena e distribuíram caixas de bombons. Na tarde de ontem, 11 de abril, 60 deles foram visitados, que receberam uma caixa de bombom e uma palavra de carinho dos alunos, sem esquecer as medidas preventivas ao coronavírus.

A cada ano os alunos do curso de administração fazem alguma ação solidária no período da páscoa. Em 2019 eles entregaram 350 caixas de chocolate para as crianças na APAE. Mas este ano, como estavam afastados e em aulas remotas, estavam desmotivados.

O coordenador do curso, Alex Landim, disse que a ideia surgiu ao lembrar que a Igreja Adventista do Sétimo Dia, localizada no campus, possui um cadastro de idosos e resolveu partir desta informação. “Percebi que tínhamos uma gama de idosos que não saem de casa há mais de 40 dias. Alguns moram sozinhos, não dominam as redes sociais e até o contato com os vizinhos está mais difícil. Peguei o cadastro e resolvi conversar com os alunos”, relatou Landim.

Motivação à distância

Professores e alunos do curso de administração do Unasp Ht se preparando para homenagear idosos em isolamento.

O coordenador conta que entrou em contato com os líderes de turma, estes passaram o recado aos demais colegas e apesar do clima ser de medo, um foi contagiando o outro. Ao final, o resultado foi inesperado, porque os alunos arrecadaram o dobro de caixas de chocolate.

A estudante Nataly Migliorini, que cursa o terceiro semestre do curso de administração, conta porque resolveu ajudar: “Eu decidi participar, porque em momento tão difícil que nosso mundo está passando acredito que uma atitude como essa faria diferença, não só para as pessoas que a gente ajudaria, mas também para mim mesmo”.

“Nesta ação nosso objetivo era mostrar para os idosos que tem jovens orando por eles, lembrando deles, para eles se sentirem especiais. Por outro lado, mostrar aos alunos a importância de fazer o bem. De olhar para o outro e tentar amenizar o seu sofrimento, a sua solidão”, acrescentou Landim.

Entrega à domicílio

Na tarde de ontem, 11 de abril, um representante de cada turma e o coordenador do curso visitaram os idosos. A entrega acontecia no portão da casa e a reação das pessoas visitadas era sempre de surpresa e gratidão.

“Muito bonito! A gente não está acostumada a ganhar, só a dar. Nunca receber. A gente está longe dos nossos filhos, sozinhos. Então foi uma coisa maravilhosa isso que eles fizeram. Deus abençoe esses jovens”, agradeceu emocionada a aposentada Cátia Rodrigues.

A entrega foi feita no portão da casa, para não colocar nenhum idoso em risco.

Sobre esse momento de entrega a aluna Nataly acrescentou: “Muitos  se emocionavam ao receber o chocolate e minha maior dificuldade foi não poder abraçá-los, porque tínhamos que manter a distância por causa da quarentena. Eles até convidavam a gente para entrar, porque estavam se sentindo felizes. Deu para ver no olhar deles a diferença que um pequeno gesto pode fazer.  Foi uma atitude pequena, a gente poderia fazer bem mais”.

Recebendo uma ligação

A segunda parte da ação foi realizada neste domingo, 12 de abril. Desta vez, os professores entraram em ação ligando para os idosos visitados, conversando e oferecendo uma palavra de carinho e uma oração.

O professor Ricardo Machado, que leciona a disciplina Economia e Tópicos contemporâneos em Administração, ligou para dona Rosa. Ele comentou que ela agradeceu e disse que a experiência foi muito gratificante, principalmente por trazer alguma alegria para quem está sozinho em casa. “Ela mencionou a tristeza de não ter podido sair para comprar um ovo de páscoa, e que o presente veio em excelente hora. Também agradeceu muito a lembrança e atenção que recebeu dos alunos”.

“Essa é uma época ímpar de páscoa, de muita sensibilidade pela morte e ressurreição de Cristo, somada a situação de saúde mundial. Fazer algo bom para o outro, faz bem para todos. O resultado foi ótimo, muitos idosos se emocionaram e os alunos disseram que querem repetir a ação todo final de semana”, narrou o coordenador do curso.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox