Notícias Adventistas

Escola adventista é inaugurada em Pirajuçara, Embu das Artes

3 de março de 2016

São Paulo, SP…  [ASN] Após 151 dias de trabalho intenso e contínuo, a comunidade de Embu das Artes participou da realização de uma grande conquista: a inauguração da nova Escola Adventista de Pirajuçara. “Este foi um sonho realizado. Estávamos esperando ansiosos esse dia chegar. Acredito que a minha filha vai ter uma educação de ótima qualidade aqui, e era o que a gente estava buscando”, declara o técnico em automação comercial, Américo Ferraz, que matriculou a filha no primeiro ano do Ensino Fundamental.

Na cerimônia de abertura, que aconteceu em 21 de fevereiro, autoridades políticas, líderes da igreja e representantes da Rede de Educação Adventista, funcionários, além dos moradores da região e os pais, é claro, prestigiaram esse tão esperado momento. “Todos nós estamos muito felizes. Eu acredito que essa escola será um fermento nesta comunidade, trabalhando valores e princípios”, afirma o prefeito de Embu das Artes, Chico Brito.

No evento, trabalhadores e responsáveis por toda a construção foram homenageados. “Nós agradecemos imensamente e parabenizamos todos aqueles que participaram desse momento, os construtores, todos os colaboradores, voluntários, a professora Selma pelo trabalho e dedicação, a equipe de professores e os funcionários dessa nova escola”, agradece pastor Luiz Carlos Araujo, presidente da Igreja Adventista para a região Sul de São Paulo.

Assista à reportagem completa no vídeo abaixo.

A diretora da nova unidade, Selma Santana, foi uma das pioneiras que acompanhou todas as etapas da construção. “Quando vi a situação do terreno, todo desnivelado, pensei: ‘vamos ter muito trabalho’ e que as obras poderiam se estender além do prazo estabelecido. Porém, assim que aconteceu a compra do terreno, em setembro do ano passado, poucos dias depois, a área que estava vazia foi ocupada por maquinários e uma equipe de funcionários trabalharam intensamente e ininterruptamente. Tenho certeza que foi o esforço e o comprometimento de cada um que me fez ficar confiante e tudo isso que vemos hoje, pudesse ser possível acontecer”, assegura.

Logo após a cerimônia solene de inauguração, representada pelo corte da fita vermelha, todos os participantes foram convidados para conhecerem o novo espaço educacional que receberá cerca de 650 alunos, matriculados desde o Ensino Infantil até o nono ano do Ensino Fundamental.

Com uma área de 9.200m², a instituição dispõe de uma estrutura física, com 12 salas de aula – inicialmente –  quadra poliesportiva, cozinha experimental, lanchonete saudável, brinquedoteca, playground, sala de leitura e informática, auditório, entre outros ambientes.

A matrícula de Luiza

Vanuílton Pereira de Souza e Fabiana Viana tiveram que procurar uma escola para a filha Luiza que completou a idade mínimia para ingressar no primeiro ano do Ensino Fundamental. “Eu e minha esposa pesquisamos muito e visitamos alguns colégios aqui da região”, conta.

Foi numa de suas procuras, que ao passar em frente à construção da nova unidade escolar de Pirajuçara, o microempresário parou para se informar, inclusive sobre o ano de funcionamento. “Fiquei surpreso quando ouvi que as obras estariam prontas a tempo das aulas começarem. A obra estava no início”, explica.

Alguns dias após a visita, os pais de Luiza retornaram ao ponto de atendimento do colégio e a matrícula da pequena foi efetivada. “Já ouvia falar bem da filosofia e forma de ensino da educação adventista. Tenho conhecidos que têm filhos na rede. Acredito que foi a referência que tive que fez com que eu confiasse e garantisse a vaga da minha filha antes mesmo da obra ficar pronta”, declara o microempresário.

Além dos portões da escola

Preocupados com o quadro alarmante de doenças transmitidas pelo vírus Aedes aegypti – segundo dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde, somente na cidade de São Paulo foram registrados 827 casos confirmados de dengue até 31 de janeiro, contra 710 contabilizados no mesmo período em 2015 – dos alunos da nova escola junto aos desbravadores anteciparam o ano letivo e deram uma aula para os moradores da região.

Em grupos, eles orientaram motoristas, ciclistas e pedestres sobre as doenças causadas pelo mosquito, transmissor do vírus da dengue, chikungunya e zika. Além dos pontos de ônibus, semáforos e comércios, as casas também foram visitadas. O senhor Benedito Francisco Souza e a esposa foram abordados no portão e receberam orientações.

O aposentado que já foi vítima da doença define bem a iniciativa dos voluntários. “Essa é uma ação legal, positiva e necessária. O mosquito mora bem perto da gente, no mesmo quintal. Se cada um fizer a sua parte, esse número de doenças cai”, garante Souza.

Segundo o estudante Luiz Henrique, a ação faz parte do aprendizado escolar. “Quanto mais pessoas cientes, menos focos de dengue. Acho que essa iniciativa é muito importante, ainda mais nós que somos alunos e temos o papel de executarmos o que aprendemos na escola”.

Para Willian Meira, diretor geral de Educação da Associação Paulista Sul, no decorrer do ano, programas e projetos sociais e educativos estarão disponíveis aos pais e à comunidade. “Além de ações envolvendo os estudantes, estão dentro do planejamento escolar programas direcionados aos pais e à comunidade como cursos gratuitos para deixar de fumar, orientações sobre qualidade de vida e alimentação saudável com oficinas de culinária, entre outros serviços”, certifica.

Projeto futuro

A primeira parte já está concluída. Porém, as obras ainda continuam. “A escola não está cem por cento pronta. Temos um projeto amplo para esta unidade. A proposta é trabalhar durante os próximos anos para estender as turmas até o Ensino Médio”, informa Gilvan Santos Corrêa, tesoureiro da APS.

Para saber mais informações sobre a nova unidade, basta comparecer ao local, na Avenida João Paulo II, 1.366, Embu das Artes, ou entrar em contato pelo número: 11 4149-2386 (provisório) ou 11 3372-8280. [Equipe ASN – Danúbia França]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox