Notícias Adventistas

Escola Adventista de Juiz de Fora trabalha com plano de desenvolvimento espiritual

O primeiro assunto do projeto estudado com os alunos da escola neste ano foi “Liberdade”

30 de março de 2017

Diretores de penitenciária de Juiz de Fora falam sobre liberdade. Foto: Pablo Melo

Juiz de Fora … (ASN) A Escola Adventista de Juiz de Fora está trabalhando com o Plano Mestre de Desenvolvimento Espiritual (PMDE), projeto que prepara temas importantes para serem apresentados aos alunos, de todas as faixas etárias, com a finalidade de incentivá-los a tornarem-se pessoas com caráter sólido em um mundo repleto de brechas e dificuldades. Na manhã de hoje, 30 de março, o tema estudado com os alunos do 6° ao 9° ano da escola foi “Liberdade”.

Por definição, liberdade significa o direito de alguém agir por sua própria vontade. Mas por ser uma escola confessional, há algo que motiva a Rede de Educação Adventista a pensar diferente. “A Bíblia mostra que liberdade verdadeira é obedecer a Deus, porque quando você segue as leis que Ele criou, você consegue viver livre”, explica o pastor Matheus Dias, capelão da escola. Ele acredita que com esse projeto os alunos também são instruídos a seguirem as regras que os pais elaboram, bem como as leis da sociedade e, inclusive, escola. “As crianças precisam aprender desde cedo que ser livre não é fazer tudo o que elas querem. Ser livre é ter o direito de escolha”, pontua Dias.

Diretores da Penitenciária José Edson Cavalieri, de Juiz de Fora, foram convidados para conversar com os alunos sobre esse assunto, além de dar alguns conselhos, apontando resultados positivos e negativos que podem surgir no futuro devido às escolhas feitas no presente. “É de suma importância trabalhar esse assunto na cabeça das crianças e adolescentes enquanto eles ainda estão na escola, a fim de não chegarmos a uma unidade prisional e encontrarmos jovens na faixa etária de 18 a 24 anos encarcerados por terem feito mau uso da sua liberdade ”, considera Marcos Adriano Francisco, diretor geral da Penitenciária. “Pelo fato de esses alunos estarem em fase de crescimento, é importantíssimo eles terem ciência do que a falta de liberdade traz, não só para eles, mas para toda a família”, acrescenta Andreia Moreira, diretora de atendimento da Penitenciária.

Estudantes participam de simulação sobre o tema liberdade. Foto: Pablo Melo

Durante a palestra realizada na instituição, os alunos puderam aprender como o conceito de liberdade pode mudar a forma de as pessoas viverem hoje. “Aprendi que nossa geração deve se conscientizar de que liberdade não é fazer o que quer. Devemos é seguir aquilo que nos apontam como correto, inclusive na escolha entre o bem e o mal”, comenta João Victor Rocha, aluno do 7° ano da escola. “Eu aprendi a importância de fazer as coisas certas na vida, porque foi ensinado que quem está preso hoje, além de ter perdido a liberdade, perdeu também a oportunidade de fazer aquilo que gosta”, diz Samara Ribeiro, aluna do 6° ano.

O Plano Mestre de Desenvolvimento Espiritual será desenvolvido durante todo o ano na Escola Adventista de Juiz de Fora. Os próximos temas a serem estudados são Alegria, Solidariedade e Gratidão, para que se tenha uma visualização rápida e identificação imediata dos alunos com o objetivo do projeto, que é ajuda-los a compreender melhor qual o seu verdadeiro papel como cidadãos deste planeta. (Equipe ASN, Mayra Marques)

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox