Notícias Adventistas

Escola Adventista da Serra fica em 2° lugar na Olimpíada Nacional de Ciências

Instituição teve segundo melhor rendimento na categoria ouro e prata entre as escolas públicas e privadas no maior município capixaba

Por Leonardo Saimon 23 de março de 2021

Alunos foram homenageados pela boa colocação em Olimpíada Nacional de Ciências (Foto: Lucas Oliveira)

A Escola Adventista da Serra (EAS) teve o segundo melhor desempenho no município durante a Olimpíada Nacional de Ciência (ONC) entre as escolas públicas e privadas na categoria ouro e prata. A colocação foi resultado do desempenho de seis estudantes dentre os quais um recebeu medalha de ouro e um de prata. Os demais receberam certificação de de honra ao mérito pelo bom resultado.

Leia também: 

A cidade de Serra é o maior município do Espírito Santo e compõe a chamada Grande Vitória. Ao menos quinze instituições inscreveram alunos para o projeto que ocorre anualmente. A Olimpíada Nacional de Ciências é uma iniciativa da Universidade Federal do Piauí.

“A primeira prova foi objetiva e a nota de corte era 7. Estas questões são interdisciplinares e o aluno precisa ter um cognitivo assim muito bem trabalhado e uma bagagem de conteúdo muito boa”, explica o professor de Ciências, João Vitor Malafaia.

No ano passado, devido a pandemia, a prova precisou encontrar novas configurações para ser aplicada. Contudo, segundo o professor, os participantes também tiveram que lidar com o ensino remoto. Um fator, que segundo ele, contribuiu para o aumento do grau de dificuldades da Olimpíada.

“Como tivemos uma pandemia no meio do caminho, todo o decorrer dessa prova foi online. Então o que eu fiz? Criei um grupo de whatsapp com eles por onde a gente estudava”, revela.

Izabela de Freitas garantiu medalha de ouro na Olimpíada de Ciências (Foto: Lucas Oliveira)

Anualmente, João costuma motivar os estudantes a participarem da Olimpíada uma vez que o ingresso no projeto não é obrigatório.  Entre os participantes estava Izabela Freitas que conquistou a medalha de ouro. Ela garante que a exigência das provas foram altas e que, por um momento, imaginou que não passaria da primeira fase.

“Participar foi muito bom eu dei um grade passo na minha carreira como estudante. Fiquei muito feliz, muito satisfeita pelo resultado. Orgulhosa de mim!”, garante.

Assista também: 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox