Notícias Adventistas

Projeto escolar impulsiona estudantes a desenvolver ações de solidariedade

Em Curitiba, baixas temperaturas mobilizaram alunos e funcionários a arrecadar agasalhos para famílias carentes

Por Letícia Alves 29 de maio de 2021

Em apenas quatro dias a escola arrecadou mais de mil peças de roupa (Foto: Divulgação)

O Sul do país é uma das regiões mais afetadas pelo frio rigoroso deste período do ano. Por isso, em Curitiba, capital mais gelada do País, a Escola Adventista Vista Alegre mobilizou funcionários, professores, alunos e famílias para arrecadar roupas para prestar auxílio às pessoas em situação de risco devido às baixas temperaturas.

A campanha foi uma iniciativa das professoras do 3º ano do ensino fundamental I que trabalham o tema ‘projeto social’ em sala de aula. Ao levar o assunto ao debate junto à pastoral e administração, optaram por expandir a ‘Campanha do Agasalho’ para toda escola. “É um ensino que extrapolou a sala de aula. Foi além do cognitivo. A meu ver, também um ensino que terá efeitos na sociedade”, comenta o pastor da Escola Adventista Vista Alegre, Wenderson Barros.

Leia também:

No primeiro dia já se notou o engajamento dos alunos e das famílias, que doaram um grande número de peças de roupa. Os resultados do projeto surpreenderam a todos de forma positiva. “Para as dimensões da nossa escola, eu achei o resultado bem significativo. Em uma semana letiva nós já arrecadamos mais de mil peças,” conta o pastor.

Muitas famílias levaram sacolas cheias de peças para doar (Foto: Divulgação)

Além dos portões da escola

As peças arrecadas estão sendo divididas entre as unidades da Ação Solidária Adventista (ASA) do distrito escolar, nas igrejas Vista Alegre, Santa Felicidade e Jardim Itália. A partir da ASA, essas roupas chegarão às famílias mais vulneráveis. A pastoral escolar continua verificando todo o processo para acompanhar diretamente o impacto na sociedade.

A iniciativa saiu de sala de aula e traz um impacto positivo para a comunidade, além das famílias que receberão estas doações. “Esse projeto contribui para funcionários no sentido de entender que mesmo em meio à pandemia podemos fazer algo para minimizar a dor de outras pessoas, e que há famílias ‘de casa’ que foram beneficiadas com esse material. Foi muito bacana ver os professores motivando os estudantes, que estão aprendendo ativamente. Nossa escola ganhou como um todo”, sublinha Barros.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox