Notícias Adventistas

Envolvimento com projetos sociais têm marcado trabalho da Educação Adventista no RS

Alunos e servidores da Educação Adventista no centro do RS têm se envolvido em diversos projetos sociais

Por Douglas Pessoa 4 de agosto de 2021

Escola Adventista do Sarandi está comemorando 50 anos com 50 ações sociais em 2021

A pandemia do novo coronavírus trouxe uma piora na vida de quem já enfrentava dificuldades para conseguir o alimento básico diário. Segundo levantamento feito por uma parceria entre a PUCRS e o Observatório das Metrópoles, 280 mil moradores da Região Metropolitana de Porto Alegre foram arrastados para a pobreza por consequências diretas ou indiretas da Covid-19. Para se ter uma ideia melhor, 20% da população da Grande Porto Alegre vivia com dinheiro insuficiente para as necessidades básicas. Hoje, um ano e meio depois do advento da Covid, 28% dos moradores estão nesse índice.

Mas a preocupação com essas pessoas e com os profissionais que atuam na linha de frente da pandemia tem feito surgir diversas iniciativas nas escolas adventistas gaúchas. Desde ações sociais até visitas a profissionais de saúde, servidores e alunos da escola têm visto na prática a importância do cuidado com o próximo. “A gente precisa lembrar o que é educação integral. Ela não abrange apenas o aspecto intelectual. Nós temos uma gama de ações sociais, espirituais e físicas e nós precisamos conhecer a realidade do outro e entender a situação de cada um. Jesus nos chama para amar o próximo. Mas como vamos amar se nós não formos até eles?”, questiona Fabiana Nowack, líder da Educação Adventista no centro do RS.

De acordo com a líder, as ações sociais protagonizadas pelos educadores e alunos beneficiam a todos. “Elas beneficiam a comunidade da qual nós fazemos parte e mostram a preocupação cristã que todos devemos ter. Elas também nos ajudam a levar os alunos a perceber o outro. Notar as necessidades daqueles que não têm acesso a aquilo que eles têm. Estamos ensinando amor e beneficência social”, explica. Exemplos de ações sociais têm se espalhado pelo território da ACSR e mostram como o amor cristão tem sido um aliado da educação.

Em Santa Maria, alunos arrecadam alimentos para um sopão beneficente, enquanto crianças da Escola adventista de Ijuí fizeram uma visita e homenagem aos bombeiros da cidade. Em Santo Ângelo, na região das Missões, as mães foram homenageadas no Dia das Mães e também foram convidadas a trazer um quilo de alimento não-perecível para a escola. Esses produtos foram entregues para famílias carentes da cidade.

Escola Adventista de Santo Ângelo também têm se envolvido em projetos sociais

50 anos em 1

A Escola Adventista do Sarandi, em Porto Alegre, preparou um verdadeiro pacote de ações sociais que se estenderá até o final do ano. Através de confecção de bonecos, montagem de tenda de oração e entrega de alimentos a abrigos, a escola tem feito 50 ações sociais com objetivo de comemorar os 50 anos da unidade.

Segundo Josemar Garcia, diretor da escola, a ideia surgiu em função da pandemia, que impede que a celebração do aniversário seja feita da forma mais tradicional. “Resolvemos fazer uma ação solidária em referência a cada ano que a escola está aqui. Tudo para mostrar o quanto nós nos importamos com os moradores do bairro”, explica. A ideia parecia muito desafiadora no início, mas o envolvimento dos servidores e dos próprios alunos mostrou que era possível. “No início nós achamos um pouco utópico, mas a medida que a coisa foi ganhando corpo, nós progredimos. Inclusive, várias delas já foram realizadas e outras já estão encaminhadas”, comemora. Uma dessas ações aconteceu na primeira semana de maio, período que antecede o Dia das Mães.

Professoras se mobilizaram e confeccionaram bonecas de pano e cestas de alimentos para serem doadas a duas instituições que cuidam de idosos em situação de vulnerabilidade. “Muitos idosos que vivem lá nem recebem mais visita dos familiares e se sente muitos solitários. Os cuidadores também nos informaram que as bonecas de pano ajudam a estimular lembranças sensoriais em idosos que sofrem com Alzheimer e outras demências”, explica o diretor. Os materiais foram entregues na tarde do dia 12 de maio. Juntamente com os professores, um grupo de alunos também esteve presente e fez uma pequena apresentação musical para os velhinhos. Tanto eles quanto os cuidadores dos lares já estão devidamente vacinados contra a Covid-19.

Todos esses relatos mostram um senso de cuidado e o sentimento de que somos filhos de Deus. “A gente precisa deixar de ser tão autocentrado e olhar mais ao redor. Jesus mesmo disse ‘quando fazer a um desses pequeninos, a mim o fizestes’. Então estamos buscando seguir o exemplo do Mestre. Quando a gente está pensando em uma ação social, nós estamos seguindo a orientação que Jesus deixou”, complementa Fabiana Nowack. Essa união da espiritualidade com o trabalho social também é forte nas escolas adventistas do centro do RS. Em todo o trabalho, o participante pode notar que são feitas orações, entrega de livros missionários e até apresentações musicais para os assistidos.

“Não é um mero trabalho de ajuda humanitária. Nós estamos lá para demonstrar carinho, acolher e oferecer amor para levar a mensagem do evangelho para essas pessoas”, afirma. Segundo ela, a principal ideia é fazer com que elas possam ver que pessoas que amam a Jesus se doam pelos outros.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox