Notícias Adventistas

Ensino Médio do Colégio Adventista de Juiz de Fora está focado nas provas do Pism e Enem

Disciplina de Empreendedorismo também faz parte da grade curricular para instruir os alunos acerca do mercado de trabalho.

Por Mayra Marques 18 de fevereiro de 2019

Primeira turma do Ensino Médio do CAJF já se prepara para provas do Pism e Enem. Aulas de redação auxiliam nesse processo. (Foto: Mayra Marques)

O Ensino Médio é uma fase decisiva da jornada estudantil. Por isso, o Colégio Adventista de Juiz de Fora (CAJF) ampliou a estrutura da unidade escolar para, a partir deste ano, oferecer o Ensino Médio, focado em atividades e resolução de questões que preparam seus alunos para as principais provas e vestibulares de Juiz de Fora.

A carga horária de aulas é de 40h semanais, sendo todas elas de cunho preparatório. “A Educação Adventista tem como objetivo a formação integral do aluno, preocupando-se com a formação ética, moral e acadêmica”, pontua a coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental II e Ensino Médio, Angélica Chaves. “Com o Ensino Médio, especificamente, nós nos preocupamos em preparar os nossos alunos para os principais concursos e vestibulares. No caso de nossa cidade, são o Pism e Enem”, confirma.

O Programa de Ingresso Seletivo Misto (Pism) é uma modalidade de ingresso que busca integrar a passagem do estudante do Ensino Médio para o Ensino Superior, segundo informações do arquivo de notícias da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Ao longo dos três anos que antecedem a graduação, o estudante realiza uma prova com conteúdo referente à etapa do Ensino Médio que ele está cursando – primeiro, segundo ou terceiro ano.

E o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tornou-se “o maior vestibular do Brasil”, pois serve para conseguir uma bolsa de estudos em faculdade particular, ingressar na universidade pública sem fazer vestibular, obter financiamento estudantil, entre outros benefícios.

No CAJF são trabalhadas listas de exercícios semanais de todas as disciplinas com os alunos, “principalmente as que são exigidas no Pism. E já a partir do 1º ano do Ensino Médio, há na grade curricular o ensino de Redação, por meio da qual os alunos buscam maior nota no Enem. Então nós trabalhamos em uma estrutura de redação focada para o Enem”, destaca a coordenadora Angélica.

Os alunos do 1º ano do Ensino Médio do CAJF são considerados pelos professores uma turma participativa. (Foto: Mayra Marques)

Impressão de alunos quanto ao Ensino Médio do CAJF

Apesar de a sua turma ser a primeira do Ensino Médio, o aluno Lucas César diz que iniciou o 1º ano com suas expectativas supridas. “Os novos professores estão me surpreendendo. O jeito de eles ensinarem é excelente. E o Ensino Médio daqui é muito focado naquilo que a gente deseja para o futuro profissional”, destaca Lucas. “Um exemplo é o foco no Pism e Enem, provas que faremos e que nos ajudarão a ingressar naquilo [graduação] que a gente quer. Ou seja, o foco que o colégio tem bate com o foco dos alunos”, observa.

Lucas César estuda no CAJF há dez anos e planeja continuar na instituição de ensino até a última série disponível. (Foto: Mayra Marques)

Por esta ser a primeira turma do Ensino Médio, João Paulo Machado, também do 1º ano, confessa que, antes de as aulas começarem, ficou preocupado sobre como seria a metodologia de ensino. “Mas na primeira semana de aulas eu percebi o quanto os professores vão pegar firme com a gente em relação ao Pism, Enem e outras provas, a fim de nos ajudar a chegar no topo”, diz o estudante, referindo-se aos seus objetivos. “Eu tenho muita vontade de fazer faculdade de Odontologia, e todos os professores daqui me apoiam nisso”, acrescenta o adolescente. Há oito anos como aluno do colégio adventista, ele afirma: “Eu acredito que a Educação Adventista vai muito além do ensino.”

João Paulo deseja estudar Odontologia e acredita na educação adventista para lhe ajudar a alcançar seu objetivo. (Foto: Mayra Marques)

Também na área da saúde, Lavine Oliveira Soares, da mesma turma de Lucas e João Paulo, sonha em cursar Medicina na UFJF. A estudante confia que o colégio adventista vai ajudá-la a realizar esse objetivo. “Antes de decidir estudar aqui no Ensino Médio, fiz uma comparação com outros colégios da cidade e percebi que o ensino do Adventista está muito forte. Eu confio que vou alcançar uma boa nota no Pism, I II e III, e Enem, para eu conseguir passar de primeira na UFJF em Medicina”, almeja.

Lavine Oliveira confia na metodologia de ensino do CAJF para lhe ajudar a alcançar boas notas no Pism I, II e III. (Foto: Bruno Quaresma)

Grande curricular conta com aulas de Empreendedorismo

Quando inicia a fase do Ensino Médio, o adolescente começa a focar na tomada de decisões relacionadas à vida pessoal, acadêmica e profissional, e a educação passa a ser uma via para prepará-lo para essa etapa.

Portanto, o CAJF objetiva auxiliar o aluno que está nessa faixa etária a buscar informações e analisá-las, além de interagir e trocar ideias com seus colegas de classe e professores para firmar seus objetivos ou repensar suas escolhas quanto à profissão.

Aula de Empreendedorismo promove interação entre os alunos. (Foto: Mayra Marques)

Para atingir esse objetivo, toda semana os alunos do Ensino Médio têm aulas de Empreendedorismo. A professora, que trabalha nessa área, além de realizar aulas expositivas participativas, também desenvolve dinâmicas com os adolescentes e promove interação entre eles, a fim de fixar melhor o conteúdo na mente dos alunos. “Os alunos inclusive participam de aulas que simulam a criação de uma empresa”, complementa a coordenadora do Ensino Médio.

“Muito Além do Ensino”

O foco da Educação Adventista vai além da vida estudantil dos alunos. Recentemente, a cantina do CAJF foi reformada, sendo agora considerada a “praça de alimentação” da unidade escolar. “O remodelado espaço de convívio compõe o hall de entrada dos alunos e a área de espera dos pais. O restaurante tem capacidade para 40 alunos sentados, e a novidade é que será servido almoço self-service a eles. Todo este ajuste foi realizado para oferecer uma alimentação saudável para os estudantes”, destaca o professor Fernando Furtado, responsável geral pela Educação Adventista na zona da mata e no sul de Minas Gerais.

Praça de alimentação tem capacidade para 40 alunos sentados. Nova estrutura foi inaugurada neste ano. (Foto: Arquivo Pessoal/César Augusto)

“Com a carga horário de aulas de 40h semanais, os alunos do Ensino Médio precisam ficar alguns dias no período da tarde no colégio. E com a nova estrutura da praça de alimentação, é oferecida a eles uma alimentação saudável e equilibrada, que influenciará no aspecto físico e intelectual dos estudantes”, complementa a coordenadora Angélica.

Outro ponto considerado pelos alunos destaque no CAJF é a forma como os servidores dessa instituição de ensino tratam as crianças e os adolescentes que estudam ali. O estudante Lucas César, por exemplo, diz: “Os professores não se preocuparem com os alunos somente dentro da sala de aula. O jeito que eles tratam a gente, o carinho que têm por nós e a preocupação por quem nós vamos nos tornar, enfim, vai muito além do ensino apenas no colégio. E isto para mim é algo muito importante.”

O que chama a atenção de João Paulo no CAJF é: “A forma como os professores demonstram ser nossos amigos. Eles são preocupados com os alunos em relação às notas, à educação; são como pais pra gente”, elogia. Antes de decidir permanecer no CAJF no Ensino Médio, João Paulo afirma ter dito para sua mãe: “Eu confio e quero continuar nesse colégio porque ele é muito bom pra mim.”

Professora de Empreendedorismo participa de momento dinâmico da aula com a estudante Lavine. (Foto: Mayra Marques)

Já Lavine pontua outro aspecto: “Desde que entrei aqui no colégio, fui muito bem tratada e respeitada. Apesar de eu não ser adventista, eles nunca impuseram alguma coisa sobre mim, tipo religião. Eles focam bastante em Jesus, e eu acho isso muito legal”, afirma. “Eles sempre perguntam: ‘você está entendendo?’ ou ‘você sabe o que eu estou falando aqui?’. Quando a gente está meio triste, os professores percebem e nos chamam para conversar, perguntar o que está acontecendo, e isso é muito legal”, acrescenta.

Educação Adventista no Brasil e no mundo

A Igreja Adventista mantém uma rede de educação em 165 países, que vai do ensino básico ao superior. Sua filosofia é oferecer muito além do conhecimento acadêmico: formação integral, com o desenvolvimento equilibrado dos aspectos intelectual, físico, espiritual e social. Desde as escolas primárias às universidades, os alunos são estimulados a uma vida de fé em Deus e zelo pela dignidade de todos os seres humanos.

São 458 unidades de ensino no Brasil atualmente, incluindo sete de Ensino Superior e 15 internatos. Em todo o mundo, são 7.842 instituições adventistas de educação, com 2 milhões de alunos.

A direção do CAJF informa que a unidade escolar está à disposição para transmitir mais informações sobre a educação adventista na cidade, inclusive referente à realização de matrículas. A unidade é aberta de segunda a quinta-feira, das 7h às 17h, e às sextas, das 7h às 16h. Está localizada na Rua Professor Inácio Werneck, 119, no bairro Dom Bosco. O telefone para contato é (32) 3232-7302 ou WhatsApp (32) 991817574.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox