Notícias Adventistas

Educação Adventista enfatiza espiritualidade e excelência pedagógica em capacitação

Liderança da instituição no centro sul de Santa Catarina buscou um equilíbrio técnico e espiritual durante os dois dias de treinamento

Por Daniel Gonçalves 3 de fevereiro de 2020

Servidores saíram do evento motivados a buscarem a excelência em sala de aula

A Educação Adventista no centro sul de Santa Catarina (Associação Catarinense – AC) capacitou seus professores e funcionários na última semana. Foram 400 pessoas presentes e que ouviram sobre “Educação, Minha Missão” durante dois dias no Centro Adventista de Treinamento e Recreação (CATRE) em Governador Celso Ramos/SC. A temática teve os dois focos do tema: uma pedagogia e espiritualidade fortes.

“Vivemos em dias complicados na sociedade. Recebemos crianças com lares destruídos. Para o professor é necessário que ele volte ao primeiro amor para manter a chamada da missão no coração”, explica a professora Aletheia Gruber, Coordenadora Pedagógica – AC. “Tenho a certeza que temos uma equipe que irá alcançar os melhores resultados. Os pais podem ter certeza que iremos buscar a excelência em sala de aula”, comenta o professor Homero Bubna, líder da Educação Adventista – AC.

Entre as palestrantes esteve a professora Ani Littke, Coordenadora Pedagógica da Educação Adventista no Sul do Brasil, que trouxe algumas metodologias ativas para 2020. “Enfatizamos várias formas de apresentar novos conteúdos em sala de aula. Por exemplo, o Maker promove atividades do cotidiano, como culinária, mecânica, jardinagem e marcenaria. Ellen White já orientava essa ênfase. Outro foco é usar a tecnologia em prol do aprendizado. São diversas ferramentas e todas voltadas em ensinar”.

Outra palestrante foi a professora Dilene Ebinger, conhecida pedagógica e motivadora no meio educacional, e que ressaltou a missão da instituição. Destaque para o momento que a palestrante pediu para os servidores abençoarem uns aos outros, causando emoção entre os presentes. “Se você tiver no coração o espírito de missão, servindo ao eterno, você irá alcançar vitórias na sala de aula. Você vai viver para abençoar. Viver como um abençoador”, disse Ebinger.

Para os professores, foi um momento de encontro com Deus e renovação de métodos: “Dois aspectos eu destaco: o espiritual e o técnico. No técnico, tivemos novas ideias que valeram a pena para elaborarmos novos projetos e ter uma visa nova a partir de agora. E a parte espiritual foi extraordinária, nos motivando a fazer o melhor para o mestre”, conclui Edvaldo Ferreira, professor de língua portuguesa e literatura no Colégio Adventista de Itajaí (CAIT).

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox