Notícias Adventistas

Digitais do Criador: mostra cultural aborda a criação do universo

O criacionismo foi assunto em uma feira realizada no Colégio da Faculdade Adventista da Amazônia. Pais e alunos conheceram mais sobre o assunto e contaram com a criatividade dos alunos e professores nos stands.

Por Hamanda Portal 30 de novembro de 2018
mostra cultural

Alunos da educação infantil abordaram o sexto dia da criação. (Foto: Kairo Marinho)

O criacionismo foi assunto em uma feira realizada no Colégio da Faculdade Adventista da Amazônia (FAAMA) no dia 25 de novembro, em Benevides, município da Região Metropolitana de Belém, no Pará. Pais e alunos conheceram mais sobre o assunto e contaram com a criatividade dos alunos e professores nos stands.
Com a visão bíblica de que a vida na Terra foi estabelecida por Deus há poucos milhares de anos, o criacionismo é ensinado na rede de educação adventista, e no Colégio da FAAMA não seria diferente. Para instruir sobre o assunto, a instituição utiliza também de conhecimentos das ciências históricas, principalmente a Geologia e a Paleontologia.
O tema da IX Mostra Cultural foi “Digitais do Criador” e, durante o evento, os alunos desde a educação infantil até o ensino médio abordaram vários tópicos aprendidos durante o ano, todos relacionados ao criacionismo, que era o foco da programação. De acordo com Lisiane Goetz, coordenadora pedagógica, os “professores e alunos buscaram na ciência as evidências que pudessem comprovar a existência de um Deus criador e um Deus pessoal. Muitas turmas trabalharam temas como ciclo circadiano, ritmos biológicos da vida, Fibonacci, número de ouro, entre outros”, explica.
Pesquisas científicas mostram que os seres humanos foram programados para funcionar em períodos definidos e esses são nossos ritmos biológicos. Levar isso em consideração significa ter mais saúde.

Leia mais:

Criacionismo amplifica importância de preservar o meio ambiente

“Há uma forte relação entre descanso no sétimo dia e a longevidade humana. Por exemplo, pesquisas cientificas falam que aqueles que descansam no sétimo dia são pessoas mentalmente e fisicamente mais saudáveis do que aquelas que consideram esse dia como um dia qualquer. Uma coisa mais interessante ainda é que no sétimo dia da semana (que é o sábado), a nossa frequência cardíaca funciona mais lentamente do que nos dias anteriores”, esclarece John Lima, professor de religião.
O argumento criacionista é coerente com o que se observa nos fósseis encontrados na coluna geológica e diz que a criação deu origem a tipos básicos de seres vivos que, a partir daí, evoluíram. Foi o que explicaram os alunos da educação infantil ao abordarem também os sete dias da criação.

mostra cultural

A ADRA foi um dos temas abordados pelos alunos. (Foto: Kairo Marinho)

Solidariedade
A ação solidária é também uma das marcas do Criador no comportamento humano. Por isso, a ADRA (Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais) e o serviço humanitário também foram apresentados no evento. Quem falou sobre o assunto foram os alunos do 7º ano.
Daniele Garcia, orientadora educacional, acredita que um momento como esse, proporcionado pela feira, é importante para os alunos e professores, pois foram eles que prepararam toda a mostra, desde a pesquisa até a estrutura e decoração do local. “O tema da mostra é ‘Digitais do Criador’, mas você percebe em cada detalhe a digital do nosso aluno e isso é muito importante porque a gente marca o aluno não só com conteúdo acadêmico, mas também ensinando que, em cada um desses conteúdos ou conhecimentos acadêmicos, Deus está presente”, afirma.

Resultados
O evento recebeu cerca de 1500 pessoas, que consideraram que o conhecimento adquirido mudou alguns aspectos de suas vidas.
“Eu saio daqui com a certeza de que aprendi mais e é muito gratificante ver essas crianças explicando vários assuntos assim, todos dentro da sua própria capacidade. Então, pra mim foi ótimo”, diz Alciene Lima, visitante da mostra.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox