Notícias Adventistas

Cuidados com estilo de vida ajudam na realização do Enem

Alguns detalhes da rotina como sono, alimentação e momento devocional podem refletir em um período de prova mais tranquilo.

Por Mauren Fernandes 2 de novembro de 2018

Nos últimos anos, em média, 70 mil sabatistas realizaram a prova do Enem. (Foto: Acervo Unasp-EC)

Domingo é dia de Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e 6,7 milhões de pessoas farão a prova em todo o Brasil, que acontece em duas etapas. De 2009 até 2016, o primeiro dia de prova era realizado aos sábados e os adventistas chegavam ao local às 13h, ficavam isolados em uma sala até às 19h, horário em que, enfim, iniciavam a resolução das questões. Através de uma consulta pública, a realização do Enem foi reestabelecida para dois domingos seguidos, decisão recebida com alegria pelos guardadores do sábado.

Apesar das melhores condições oferecidas hoje, os adventistas se preocupam com a qualidade de vida para os dias que antecedem à prova. Ingressar no Ensino Superior é um passo importante, e requer cuidados durante o caminho, para que hajam condições de se realizar as 180 questões – mais a redação – com tranquilidade.

Após um ano de rotina intensa de estudos, Laura vai realizar o Enem pela segunda vez. (Foto: Acervo Pessoal)

Laura Burlandy tem 18 anos e se preparou o ano todo para as provas dos próximos dois domingos. Durante este ano, encarou uma rotina que incluía duas horas de translado até o curso pré-vestibular, oito horas em sala de aula, mais duas horas de estudo individual, tudo isso a cada dia. Para ela, que quer ingressar na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), está sendo um esforço exaustivo, porém necessário.

Além de ajudar na sobrevivência nesses dias de preparação, os hábitos saudáveis praticados nos dias que antecedem o Enem refletem diretamente na boa realização da prova. “Me alimento naturalmente, evito muito açúcar e derivados de leite, além de comer mais frutas”, revela Laura, sobre a sua alimentação. Ela também considera importante ter um sono de qualidade. “Por mais que seja difícil por conta do nervosismo e ansiedade, sim, é essencial. E dormir cedo à noite é mais eficaz do que cochilar à tarde”, aconselha.

A jovem também destaca que os momentos pessoais com Deus são fundamentais. “Levanto um pouco mais cedo de madrugada para ter meu momento com Deus e isso me deixa bem mais tranquila e focada para começar os estudos. Além disso, faço um culto à noite, o que me ajuda a ter uma noite de sono melhor”, reconhece.

Nos próximos domingos, Laura admite que não vai acordar tão cedo, mas vai tomar um café balanceado. Ela não pretende almoçar tão perto do horário da prova para evitar o sono pós refeição e vai levar lanches leves pra comer quando der fome durante a realização das questões.

Sobre o ritmo de prova no primeiro dia, ela indica: (1) 1h pra ler a proposta e escrever o rascunho todo da redação; (2) 1h para fazer questões de geografia e história (para esfriar a mente); (3) meia hora para finalizar a redação e passar a limpo; (4) usar restante do tempo pra finalizar as questões e marcar o cartão resposta.

Lembre-se que, em 2018, o horário de verão começa à meia noite de domingo, dia 4 de novembro, dia da primeira prova do Enem. Quem mora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deve adiantar o relógio em uma hora. Fique atento e boa prova!

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox