Notícias Adventistas

Colégio Adventista promove semana da cortesia na volta às aulas

Ações lúdicas estão sendo realizadas no Colégio Adventista de Vitória para ajudar alunos a lidarem com as emoções e prevenir o bullying

Por Ayanne Karoline 4 de fevereiro de 2020

Alunos do Jardim I já estão desfrutando dos projetos oferecidos pelo colégio. (Foto: Davner Toledo)

O início das aulas é aguardado por muitos alunos, mas não por todos. Existem aqueles inseguros, tímidos e até mesmo rejeitados pelos colegas. Para acolher a todos, sem fazer distinção e mostrando carinho, o Colégio Adventista de Vitória está promovendo a Semana da Cortesia na volta às aulas. Ações estão mostrando a importância de tratar o colega com respeito e amor.

Jogo de perguntas e respostas entre os alunos, dinâmica das bolas com adjetivos do bem e até um ninho com um passarinho estão fomentando o acolhimento. Essa última ação, está sendo realizada com os alunos e pais do Jardim I e II (crianças de 3 e 4 anos), que estão aprendendo a perder o medo de ficarem na escola sem os pais pela primeira vez.

Outra ação estimula a geração de sentimentos positivos. Todos os alunos receberão uma bola onde poderão escrever palavras positivas e de motivação. Em um momento especial, nesta próxima quinta-feira (6), eles vão jogar as bolas para cima e trocar entre eles. Cada um levará a uma bola de outro colega, com as palavras especiais.

A aluna Grazieli e a professora. (Foto: Arquivo Pessoal)

A aluna Grazieli Goese Barbosa, de 8 anos, tem fortes sintomas de ansiedade. Segundo a mãe, a pedagoga Sueila Goese, ela sente dores, não dorme e fica muito apreensiva no período de volta às aulas. Com o projeto, a situação mudou. “Já no primeiro dia ela voltou da escola radiante, encantada com a dinâmica em sala de aula”, contou a mãe.

O projeto “Semana da Cortesia” é baseado no filme Divertidamente, que dá uma aula sobre a importância de lidar com cada sentimento: raiva, nojo, tristeza, medo e alegria. “Nosso objetivo é que eles tenham momentos de interação, que brinquem e se conheçam. Através dessas ações, queremos que eles aprendam a lidar com seus sentimentos sem ferir outros colegas, e que troquem o bullying por amizade ”, explicou a orientadora educacional Luciana Ritter.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox