Notícias Adventistas

Colégio Adventista destaca tolerância religiosa e respeito ao próximo

Ações, aulas e palestras que abordam quatro temáticas principais fazem parte do plano de ensino anual do Colégio Adventista Jardim dos Estados

6 de abril de 2017

Campo Grande, MS … [ASN] O Plano Mestre de Desenvolvimento Espiritual (PMDE) é uma iniciativa da Educação Adventista no Brasil para trabalhar temas com os alunos da rede que os ajude a desenvolver uma vida com mais espiritualidade. Dentro desse projeto, o Colégio Adventista Jardim dos Estados (CAJE) inovou e criou em suas dependências o Espaço PMDE, inaugurado na última semana. “Nós personalizamos o plano e criamos um espaço especial em nosso colégio para receber nossos alunos e discutirmos sobre questões mais voltadas à vida espiritual. É um local onde acontecem nossas aulas e nossas programações dentro do plano”, explica Marcelo Dal Bello, capelão da instituição.

De duas a três vezes na semana os alunos de todos os anos aprendem mais sobre temas como: respeito ao próximo dentro da liberdade de cada um e tolerância.

De acordo com a direção da escola, em média 40 minutos de duas a três vezes por semana nos dois períodos escolares são destinados ao plano. “Quando o aluno vai para o espaço PMDE ele sabe que terá uma aula diferente. Nossa primeira temática foi a liberdade e, dentro desse tema, fizemos duas capelas especiais e também a semana da Bíblia, onde nossos convidados abordaram o tema de várias maneiras e após as palestras aplicamos um questionário a eles”, explica Dal Bello.

Atmosfera de aprendizado

Andando pelo colégio é possível notar os corredores com cartazes alusivos aos temas trabalhados no plano e como ressalta a organização do programa, tudo é proposital. Segundo o capelão, a ideia é que os alunos sejam lembrados a todo o momento sobre os valores que têm aprendido. “O PMDE entra na matéria de Ensino Religioso, mas o trabalho é realizado por todos os professores. Para finalizar a temática do bimestre, por exemplo, traremos um advogado que mostrará a liberdade segundo a Constituição e eu farei o paralelo com a liberdade na Bíblia. Tudo para ensiná-los de maneira dinâmica e interativa”, conta.

Diretor do CAJE, Rodrigo Etgeton (à esquerda) com alunos sob orientação e aula do capelão e idealizador do espaço PMDE, pastor Marcelo Dal Bello (à direita).

Dentro do PMDE existem quatro temáticas para serem trabalhadas no ano, uma por bimestre. São elas: liberdade, alegria, solidariedade e a gratidão. No CAJE, cada temática é explorada de forma que tudo o que está sendo feito na escola seja alinhado ao plano, criando uma conexão entre o que se fala e o que se faz no dia a dia. “Essa preocupação com o todo, com a formação do cidadão de amanhã é um dos fundamentos da nossa educação e o PMDE pegou esse foco e o centralizou. A partir disso, percebo que temos criado alunos que desenvolveram  valores mais sólidos em relação, principalmente, ao respeito ao próximo e à sua liberdade enquanto cidadãos”, explica o líder.

Outra ação proposta pelo projeto é que o aluno seja estimulado a não apenas pensar no que está sendo ensinado, mas praticar, uma das maneiras mais eficientes de se desenvolver valores quando o assunto é educação, de acordo com Marcelo. “Através das ações o colégio tem se dedicado à formação de cidadãos mais comprometidos com a sociedade, colaborando com os valores que eles têm aprendido e desenvolvido”, sustenta.

Desde as séries iniciais às séries mais avançadas, os alunos têm solidificado e desenvolvido valores através do empenho da direção e dos professores.

Por exemplo, dentro da temática “liberdade” está o conceito de religião. Um assunto muito debatido nos dias atuais – que até se tornou tema de redação do ENEM no último ano -, a intolerância religiosa tem sido discutida nas aulas. “Em sala de aula percebo que a postura deles já mudou e dentro da proposta de estudo do PMDE para o primeiro bimestre, estudamos o tema liberdade no sagrado. Em uma das aulas, me aproximei de um aluno que usava um crucifixo e perguntei ‘isso é  sagrado pra você?’. Diante da afirmativa dele estabeleci perante a sala um conceito do que é sagrado e fiz a junção com a liberdade que temos, e que dentro disso precisamos respeitar o sagrado do outro. Esse é o meu limite, ainda que ele viva algo que é contrário ao que eu acredito como valor, preciso, dentro da minha liberdade, respeitar o sagrado do outro”, enfatiza.

Até o final do ano outras três temáticas serão trabalhadas com os alunos em sala de aula, no espaço PMDE e de maneira prática. Uma delas acontecerá através do projeto ‘Páscoa Solidária’, tradicional gincana que acontece anualmente no colégio e consiste na arrecadação de caixas de leite para asilos, instituições que cuidam de crianças carentes ou portadoras de necessidades especiais.

Clique aqui para conhecer mais sobre o Colégio Adventista Jardim dos Estados (CAJE). [Equipe ASN, Rebeca Silvestrin, fotos: Tony Rodrigues]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox