Notícias Adventistas

Brasil é o segundo país mais estressado do mundo

Projeto organizado pela Educação Adventista conscientiza população em Porto Alegre sobre os riscos do estresse.

Por Emanuele Fonseca 14 de agosto de 2019

Aluno acompanha idosa enquanto explica projeto e oferece atendimento (Foto: Divulgação)

Trabalho acumulado, falta de tempo para a família e atividades físicas, má alimentação, tensão no trânsito. Todas essas situações são vividas por quem sente estresse. O Brasil é o segundo país mais estressado do mundo em um ranking com dez países feito pela Associação Internacional de Gerenciamento de Estresse. Em primeiro lugar estão os japoneses.

Para contribuir de alguma forma com a sociedade, alunos do Colégio Adventista do Partenon, em Porto Alegre, foram às ruas no dia 6 de agosto com objetivo de conscientizar a população da cidade sobre o assunto. “Estou tentando chegar e abordar as pessoas. Pergunto se elas gostariam de receber gratuitamente algumas dicas de saúde, já que muitas parecem estar muito estressadas e não tem tempo para parar um minutinho. Está todo mundo tenso, com a cara fechada. Vamos ver se isso vai melhorar um pouco com a nossa ajuda”, afirma o aluno Guilherme Fernandes.

Leia também:

Além da teoria

Antes de sair às ruas, os estudantes aprenderam sobre o Plano Mestre de Desenvolvimento da Saúde (PMDS). O projeto propõe uma mudança de rotina: cada estudante recebe orientações sobre as áreas de sua vida: física, mental e espiritual. E neste dia puderam colocar em prática o que foi ensinado na sala de aula.

Uma tenda foi montada no centro de Porto Alegre, em frente ao Mercado Público, onde um grande número de pessoas passam todos os dias. Quem aceitava parar recebia água, podia aferir a pressão arterial, fazer alongamento e, ao final, ganhava uma massagem relaxante, feita pelos profissionais voluntários. Cris Gomes resolveu ouvir as dicas de saúde e fazer a massagem.  “Achei ótimo. Se todo mundo fizesse isso para ajudar o povo, não estaria esse caos aí”, avalia.

A massoterapeuta Zenaide Chaves explica que muita gente não tem conhecimento da tensão muscular por conta da rotina. “No dia a dia que a gente tem é tanta correria, tanta loucura. As pessoas têm sempre tanta coisa para fazer e, às vezes, o músculo fica tão tensionado que ela não se dá conta que passa o dia inteiro tensa. E uns minutinhos de massagem já vai melhorar o seu dia, aliviar essa tensão”, destaca.

“Essa iniciativa que a Rede [de Educação] Adventista está realizando é uma iniciativa louvável. Porque aquilo que a Rede ensina na teoria, está vindo colocar na prática aqui no centro de Porto Alegre, influenciando as pessoas, fazendo elas refletirem a respeito daquilo que é o mais importante na nossa existência: a saúde”, pontua o vereador Cláudio Conceição.

Veja fotos da ação na galeria abaixo:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox