Notícias Adventistas

Alunos transformam redação em projeto de inclusão digital para idosos

Seja na escola ou em casa, eles têm "adotado" idosos para ajudá-los a se relacionar com a tecnologia.

Por Dayane Nascimento 26 de setembro de 2019

Alunos do Colégio Adventista do CPA ajudam seu João a entender o mundo digital e tecnológico (Foto: Reprodução)

João Pena, de 61 anos, recebeu uma festa surpresa de aniversário dos alunos do 2º e do 3º ano do Colégio Adventista do CPA, em Cuiabá. Um dos funcionários mais antigos da unidade, ele se emocionou com o gesto. “Foi incrível! Jamais esperava por isso! Tenho uma consideração muito grande por eles, pois trabalho aqui há 27 anos. A maioria dos alunos conheci ainda criança e agora já estão indo para a faculdade”, revela.

São estes mesmos alunos que ensinam o tio João, como é chamado carinhosamente, a usar o smartphone e as redes sociais. “Eu não imaginava que ele tinha essa dificuldade. Foi uma surpresa! Por isso é importante dar atenção e se importar com as pessoas mais velhas. É assim, com atitudes simples, que a gente pode fazer a diferença na vida dos idosos”, comenta Mirelly Nunes, aluna do 2º ano.

Leia também:

As ações de valorização dos idosos ganhou força com uma proposta de redação (Foto: Reprodução)

A professora Franciellen Mendes conta que as ações de valorização e inclusão ganharam força com uma proposta de redação. “Antes deles escreverem, conversamos sobre a necessidade de incluir os idosos na sociedade, no mundo virtual e tecnológico. Falamos sobre o Estatuto do Idoso e as dificuldades diversas que eles têm”, explica.

Rompendo barreiras

Na próxima terça-feira, 1º de outubro, o Estatuto do Idoso no Brasil completa 16 anos. O projeto dos alunos marca também a Semana Nacional do Idoso, que começou no dia 25 de setembro e vai até o dia 1º do próximo mês, quando é celebrado o Dia Nacional do Idoso e Dia Internacional da Terceira Idade.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população idosa no País cresceu 26% nos últimos seis anos. Estudos do Ministério da Saúde estimam que em 2030 o Brasil terá a quinta população mais idosa do mundo. “É um tema atual e que tem possibilidade de cair no Enem [Exame Nacional do Ensino Médio] deste ano. A reforma da Previdência, por exemplo, trará mudanças significativas para estes jovens no futuro. Mas, o principal objetivo era fazê-los refletir sobre as garantias de vida dos idosos”, diz a professora.

Isabella durante chamada em vídeo com a avó (Foto: Reprodução)

“A gente percebeu que a proposta de redação poderia se tornar uma intervenção social. Por isso, decidimos agir de forma a incluir mais os idosos em nossas atividades do dia a dia e ajudá-los a se relacionar com a tecnologia e as redes sociais, por exemplo”, explica Isabella Menezes, aluna do 3º ano.

Ela conta que ensinou a avó que mora no Paraná a fazer chamadas de vídeo com o celular para poderem conversar. “Quando falei que ia fazer uma foto da nossa última vídeo chamada para postar nas redes sociais, ela até pediu para se arrumar rapidinho e passar um batom, porque hoje ela consegue entender o alcance que a internet tem”, pontua Isabella.

Uma das propostas do projeto era entrevistar um idoso, tirar uma foto com ele e postar em uma rede social usando as hashtags #RedaçãoReal e #InclusãoDigital3Idade. Para a professora Franciellen, o objetivo foi alcançado. “Os idosos se sentiram úteis, valorizados, protagonistas. E depois de uma série de ações singelas, mas significativas, os alunos com certeza mudaram o olhar para com os idosos”, comenta.

A iniciativa dos alunos foi destaque também nos programas Cidade Alerta e Jornal da Manhã, da TV Record de Mato Grosso. Confira!

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox