Notícias Adventistas

Alunos poupam dinheiro em cofrinho especial e compram presentes para crianças da comunidade

Com projeto da disciplina de Educação Financeira, estudantes do 3º ano aprenderam que saber economizar pode beneficiar a si mesmos e aos outros.

Por Érica Tavares 8 de outubro de 2021

Os brinquedos fizeram a alegria de quem recebeu e de quem presenteou. (Foto: Reprodução)

Alunos dos 3º da Escola Adventista de Porto Franco (EAPF), no sul do Maranhão, tiveram uma experiência marcante na última quinta-feira (07). Aproveitando a semana em que se comemora o Dia das Crianças, eles fizeram uma visita levando brinquedos para presentear os estudantes de uma escola municipal da cidade. Mas o que chama a atenção é que os pequenos, que têm idade média de oito anos, foram os responsáveis por poupar o dinheiro usado para a compra dos presentes.

O projeto “Faça um Criança Feliz” integrou os estudos da disciplina de Educação Financeira, conteúdo trabalhado com os alunos a partir do 1º ano do Ensino Fundamental. Desde o início do ano, as crianças foram incentivadas a poupar algum dinheiro. Elas deveriam organizar o valor poupado em dois cofres: um para uso delas e outro para beneficiar outras crianças. A professora Eliene Brito, responsável pelo projeto, conta que trabalhar com conceitos de finanças ajuda as crianças a entenderem que para ter, é preciso economizar. “Eles aprenderam a importância de poupar, mas também de compartilhar. E além disso, viram que vale a pena se esforçar para alcançar seus objetivos. Então, com o cofre Eu Compartilho, eles aprenderam que educação financeira vai além de conquistas para si mesmos”, aponta Eliene.

Poupar para ajudar

Com o dinheiro do segundo cofre foram comprados os brinquedos para doar para crianças que precisavam mais do que elas. E o local escolhido para isso foi a Escola Municipal Alzira Mourão, que atende criança de seis meses a cinco anos. Mas, eles não levaram apenas brinquedos. Os alunos também doaram peças de roupas que formaram o Cabide Solidário. Com ele, os pais das crianças beneficiadas puderam escolher as peças que seriam úteis para os seus filhos.

No Cabide Solidário havia roupas de vários tamanhos, modelos e cores, se adequando à necessidade e gosto de quem escolhia as peças. (Foto: Reprodução)

Para Julia Castro, estudante do 3º ano, não foi tão difícil poupar. “É legal aprender a mexer com dinheiro, pois é importante dar valor a ele. E quando a gente ajuda outras pessoas, aprende também sobre solidariedade”, afirma a menina.

Leia também:

A importância de uma ação como essa vai além do benefício para quem recebe, conforme explica a Sônia Arruda, diretora da EAPF: “Faz bem não só para aqueles que se beneficiam dela, mas também para quem doa. Foi perceptível o brilho nos olhos e a alegria, tanto dos alunos , como das crianças que receberam os brinquedos e roupas. É uma troca de bons sentimentos e, acima de tudo, uma oportunidade de impactar famílias da comunidade. Certamente, o projeto que deixou crianças e pais extremamente felizes.”

Como resultado, mais de 60 crianças foram atendidas, levando pra casa brinquedos e roupas. “Foi maravilhoso ver o rostinho de cada criança, pois ficaram muito felizes com os presentes. Pelo fato de serem crianças carentes, talvez não teriam essa alegria em seu dia de ganhar brinquedos que tanto almejam. Portanto, foi um projeto muito lindo!”, avalia Sebastiana Barros, diretora da escola Alzira Mourão.

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox