Notícias Adventistas

Alunos economizam dinheiro e compram presentes de natal a crianças em casas de acolhimento

Eles economizaram durante seis meses para que 20 crianças e adolescentes tivessem as cartinhas de natal atendidas.

Por Renata Paes 15 de dezembro de 2020

Nas Casas Esperança, atendidas pela ADRA- MG, os presentes de Natal chegaram antecipadamente. (Foto: Divulgação)

Com as festas natalinas se aproximando, os alunos da Escola Adventista da Pampulha (EAP) decidiram acolher e presentear crianças e adolescentes que vivem temporariamente em casas de acolhimento, em Belo Horizonte.

Eles adotaram as cartinhas dos menores, que ansiosamente aguardam a oportunidade de comemorar o Natal e trocar presentes ao lado de uma família. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 47 mil crianças e adolescentes vivem em abrigos no Brasil.

As professoras da Educação Adventista gravaram vídeos com mensagens de incentivo aos menores e pediram para escreverem uma cartinha contando quem são, o que gostam de fazer e o que gostariam de ganhar no Natal.

Ao todo, 20 crianças receberam presentes de Natal. Os meninos pediram chuteira, blusa, short, bola e lápis de cor. Já as meninas kits de maquiagem, massinha de modelar e laços de cabelo. Os presentes foram comprados a partir das economias que os alunos fizeram e o apoio dos pais.

Economias em cofrinhos

Cofrinhos entregues aos alunos e cartinhas escritas pelas crianças e adolescentes das Casas Esperança (Foto: Divulgação)

Para incentivar o voluntariado e a doação ao próximo, cada aluno recebeu dos professores dois cofrinhos para depositar moedinhas e assim juntar os recursos necessários para a compra dos presentes. Foram seis meses de economias guardadas. Cada cofrinho tinha capacidade, em média, para R$30 em moedinhas.

Devido o cancelamento das aulas por conta da pandemia e as medidas de isolamento social ainda em vigor, os alunos não puderam fazer as entregas dos presentes. Entretanto, a equipe técnica da escola se dispôs a levá-los até as crianças.

Quisemos mostrar aos alunos que mesmo sem sair de casa, por conta da pandemia, é possível ajudar alguém. Aproveitamos a oportunidade para trabalharmos a ajuda ao próximo e como economizar dos próprios recursos pode fazer outra criança feliz”, ressaltou a professora Marina Faria, diretora da Escola.

A ação ocorreu em parceria com a  Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA-MG). A ADRA desenvolve projetos em casas de acolhimento com crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade. Os locais recebem o nome de “Casas Esperança”.

Entrega dos presentes nas Casas Esperança. (Foto: divulgação)

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox