Notícias Adventistas

Alunos da Rede Adventista de ensino visitam crianças em tratamento de câncer

Os estudantes realizaram brincadeiras com projetos desenvolvidos em oficinas de robótica.

Por Giovanni Manzolli 6 de julho de 2019

 

O humorista Nando Viana é ex-aluno do Colégio Adventista de Esteio. Ele também estava realizando ações com as crianças do ICI, no mesmo dia.

Alunos da Oficina de Robótica Criativa do Colégio Adventista de Esteio (RS), realizaram uma vista interativa a crianças que estão em tratamento no ICI (Instituto do Câncer Infantil), em Porto Alegre (RS), na tarde da última quarta-feira (3).

Nas oficinas de robótica oferecidas pela instituição de ensino, os estudantes construíram caminhões totalmente feitos de material reciclável. Cinco alunos, acompanhados do professor Alex Fabiano, que coordena as oficinas de robótica, e da diretora do Colégio, Carmen Ramos, levaram os brinquedos ao ICI com o objetivo de interagir com as crianças internadas e, desta forma, testarem sua invenção.

‘’Minha experiência foi incrível! Me senti muito bem vendo o sorriso no rosto daquelas crianças. Dava para ver que eles precisavam daquilo. Cada minuto foi muito educativo e divertido. Ensinamos para eles as coisas que aprendemos na sala de aula e elas ficaram impressionadas. Espero poder voltar lá mais vezes. Aquelas crianças me ensinaram a valorizar a vida’’, comenta o aluno Samuel Gustavo Becker, 14 anos.

Um sistema hidráulico feito com seringas opera toda a parte elétrica dos caminhões.

A iniciativa das aulas de robótica foi inspirada na cultura Maker, nascida nos Estados Unidos. Maker deriva da expressão em inglês To make, que em português significa “fazer”. O intuito da cultura Maker é que seus adeptos construam, eles mesmos, objetos e ferramentas que facilitem as atividades do cotidiano, sem ter que apelar para o consumismo e produtos produzidos em grande escala industrial.

Antes das brincadeiras, os jovens construtores das miniaturas de material reutilizado deram uma verdadeira aula sobre como os veículos foram feitos e como funcionam. Mostraram como se opera, por exemplo, o sistema hidráulico de toda parte elétrica dos caminhões.

Os pacientes ficam mais animados, respondem melhor o tratamento”, explica Tatiane dos Santos, integrante da equipe de apoio pedagógico do Instituto.

“As atividades externas os auxiliam na motivação e querer se superar para evoluir. Os pacientes ficam mais animados, respondem melhor o tratamento”, explica Tatiane dos Santos, integrante da equipe de apoio pedagógico do Instituto.

Santos ressalta que o fato de crianças dirigirem a ação é muito importante para a eficácia na recuperação dos que estão em tratamento. “É muito saudável (crianças interagirem com crianças), pois elas têm uma linguagem única e transmitem sinceridade nas suas ações. Elas proporcionam o bem-estar dos pacientes sem querer nada em troca”, diz.

“O objetivo deste tipo de atividade é levar o aluno a conhecer outras realidades e desenvolver a empatia e o respeito pelas necessidades do próximo. Ao se deparar com novas experiências de vida, o aluno entende que ele pode contribuir para a felicidade de outra pessoa, demonstrando atenção e carinho”, explica a diretora Carmen.

Uma grande coincidência ocorreu durante a visita. Os alunos e professores encontraram um ex-aluno do Colégio Adventista de Esteio, que também realizava atividades com as crianças em tratamento. O ex-estudante é o humorista Nando Viana, que atualmente possui 421 mil inscritos em seu canal do YouTube e 356 mil seguidores no Instagram.

Esta foi a primeira ação que o colégio realizou no ICI. O plano é de que mais sejam feitas no futuro.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox