Notícias Adventistas

Alunos adventistas no Centro-Oeste plantam 30 mil sementes na semana da Árvore

A ação vai contribuir com a eliminação de 4.750 toneladas de gás carbônico do meio ambiente

Por Jenny Vieira 23 de setembro de 2019

Plantio feito no Colégio Adventista de Sinop – MT

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe), de agosto de 2018 a julho deste ano, os alertas indicaram que 6,8 mil km² da Amazônia poderiam estar desmatados. Outra estatística divulgada pelo site Iniciativa Verde, por meio de uma calculadora de CO2, mostrou que a emissão de gás carbônico atualmente no Brasil é equivalente a 7,85 toneladas por brasileiro a cada ano.

Com base nessas estatísticas, a rede de Educação Adventista no Centro-Oeste do Brasil, deu início ao projeto Escola Sustentável, que consiste em ações práticas para a preservação do meio ambiente.

A primeira ação realizada pelas 36 escolas da região, foi o plantio de 30 mil sementes de Ipês. “A escolha dessa árvore se deu, porque o Ipê é muito eficaz na eliminação de CO2 e também por ser de fácil plantio para os alunos”, explica Milena Rodrigues uma das idealizadoras do projeto. “O nosso objetivo é contribuir de maneira efetiva e relevante para com o meio ambiente. Além de levar economia às unidades escolares. O projeto vai estimular os alunos e colaboradores da rede de Educação Adventista do Centro-Oeste a uma mudança de comportamento visando a sustentabilidade em diversas frentes”, completou.

As sementes foram distribuídas conforme o número de alunos e colaboradores de cada escola e plantadas ainda na última semana em comemoração ao Dia da Árvore, 21 de setembro. Com o plantio das 30 mil sementes, estima-se que seja eliminada a emissão de cerca de 4.750 toneladas de gás carbônico do ar. O objetivo é repetir o plantio de mais sementes nos próximos anos.

Plantio feito na Escola Adventista de Posse – GO

 Outras iniciativas

Além do plantio de árvores, outras ações fazem parte do projeto Escola Sustentável, como a produção de Ecobags, para substituir sacolas de supermercado, produção de utensílios com material reciclável, plantio de uma horta coletiva e outras. Cada ação será realizada em uma data específica para todas as unidades escolares. Desde já, adesivos com lembretes sustentáveis foram espalhados pelas 36 escolas da rede, com os dizeres: “Ao sair, desligue as luzes e eletrônicos. O planeta agradece!” e “economizar água é esbanjar inteligência! Feche a torneira, evite o desperdício”.

“Atualmente, na região Centro-Oeste do Brasil, emitimos 1.540 toneladas de CO2 com energia elétrica em nossas unidades escolares. Se reduzirmos 5% dessas emissões, diminuiremos 77 toneladas de emissões de CO2. Não parece muito, mas a economia é de cerca de R$ 197.285 por ano. Com a redução de 10%, deixaremos de emitir 154 toneladas de CO2 e vamos economizar, em média, R$394.571. Para isso, precisamos trabalhar todos juntos na conscientização e neste tipo de prática”, explica Dheuller Fagundes, diretor financeiro das escolas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox