Notícias Adventistas

Ainda dá tempo de responder a consulta pública do Enem

São apenas três questões que podem alterar os exames para domingo e segunda, ou então em dois domingos. A consulta vai até o dia 10 desse mês e qualquer pessoa pode participar

6 de fevereiro de 2017

Palmas, TO…[ASN] Encerra-se no dia 10 o prazo para a consulta pública do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O Ministério da Educação (MEC) abriu espaço para a população sugerir que o exame deixe de ser realizado no sábado. Como alternativa, é possível escolher a aplicação do mesmo na segunda-feira e no domingo, em dois domingos seguidos ou então em um único dia. O questionário está disponível no site www.inep.gov.br. É necessário apenas um e-mail e CPF para acessar. As mudanças ajudarão estudantes que guardam o sábado e, por questões de princípios, precisam ficar isolados durante o primeiro dia do Enem.
Clique aqui e participe agora da consulta
O departamental da Educação Adventista no Tocantins, Alex Ramos, explica que muitos jovens sabatistas sonham em ingressar em uma universidade ou faculdade, mas acabam encontrando dificuldades na hora de prestar o Enem. “Participar da consulta pública é muito importante. O MEC poderá ouvir a nossa opinião e tornar o processo avaliativo mais igualitário para os adventistas. Atualmente os estudantes conseguem a liberação para participar do exame após o pôr-do-sol, porém é um período desgastante, pois eles ficam reclusos em uma sala até fazer a prova”.
É o caso do adventista do sétimo dia Matheus Farias, que chegou a prestar o Enem três vezes, antes de entrar para faculdade de medicina. Quando era candidato, Farias teve a opção de fazer as provas após o pôr-do-sol, mas para isso era necessário ficar confinado em uma sala sem contato com outras pessoas. “O isolamento era cansativo e gerava complicações no dia seguinte. A disposição para fazer as provas não era a mesma. No sábado terminávamos de fazer as provas quase a meia noite”, lembra.
De acordo com o advogado da Missão do Tocantins, Wesley Moura, o momento é oportuno. Apesar da liberação para fazer a prova no início da noite, não havia possibilidade de alteração nos dias oficiais do Enem. “Sempre houve muita procura para ingressarmos com recursos afim de conseguir, por meio judicial, autorização para realizar a prova após o por-do-sol. Agora, após muito esforço, conseguimos chamar a atenção do governo. Que ao, abrir à consulta pública, nos logra a oportunidade de mudarmos a atual conjectura. Este é o momento. Nos manifestamos ou perderemos, talvez, a nossa única chance de mudar este cenário”, alerta Moura.
O governo deve publicar ainda nesse mês o edital do exame 2017.   Veja o que Erton Köhler, presidente da Igreja Adventista para América, tem a dizer sobre o assunto no vídeo abaixo.  [Equipe ASN, Rafael Acosta]

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox