Notícias Adventistas

Ação de alunos contra bullying é destaque em mídia no Rio

Estudantes debateram o assunto durante dez dias e envolveram comunidade.

25 de fevereiro de 2016

Rio de Janeiro, RJ… [ASN] Durante a semana dos dias 15 a 19 de fevereiro as escolas adventistas promoveram a Semana da Cortesia, que incentivou a interação saudável entre estudantes, professores e comunidade. A escola de Duque de Caxias resolveu ir além e aproveitou a oportunidade para tratar de um assunto polêmico com seus alunos: o bullying. As atividades ultrapassaram a Semana da Cortesia e terminaram só no dia 24, quando os alunos fizeram uma palestra especial sobre como combater o bullying e foram à comunidade falar do assunto.

Leia também:

A iniciativa chamou tanta atenção que foi destaque do caderno Mais Baixada do jornal Extra, de grande circulação na região metropolitana do Rio de Janeiro. O jornal conversou com os alunos, que ressaltaram a importância de denunciar os crimes. “A gente não pode ficar em silêncio. As escolas devem tomar providências”, declarou a estudante Noemi Jagge para o Extra.

Matéria extra

Matéria acompanhou discussão do tema entre alunos

 

Concordando com a necessidade, o Colégio Adventista de Duque de Caxias uniu forças com escolas vizinhas para trabalharem juntos. “Descobrimos que 20% dos estudantes brasileiros já praticaram bullying contra os colegas, independente da classe social. Além disso, percebemos que casos de bullying também acontecem no caminho para as aulas, entre estudantes de colégios diferentes”, revelou a orientadora educacional, Thamyres Sobral, idealizadora do projeto no Colégio Adventista.

Lá os alunos fizeram uma programação em que contaram suas experiências pessoais e como conseguiram superar os traumas do bullying. Os estudantes visitados receberam uma revista Quebrando o Silêncio Teen, que faz parte do projeto Quebrando o Silêncio, e doces como brindes. Ao final, os alunos das duas escolas interagiram e alguns abriram seu coração para contar suas experiências.

“Eu achei muito interessante esse intercâmbio que eles se propuseram a fazer. Mostra aos alunos da escola pública que na rede particular também há casos de bullying e eles se sentem mais acolhidos”, diz Liliana Cabral, diretora adjunta da Escola Municipal José de Souza Herdy. Amanhã, 26 de fevereiro, os alunos fazem uma nova visita para falar com outros estudantes e estreitar ainda mais os laços entre os dois colégios.

Capa Extra

Iniciativa ganhou páginas de um dos principais jornais do Rio

O jornal Extra também destacou as outras atividades que aconteceram durante a semana CADC Sem Bullying. Os alunos participaram do Correio da Amizade, enviando cartas aos colegas, formaram grupos de debate durante o recreio, fizeram encenação e distribuição de revistas e cartazes pela escola. “Todos foram estimulados a uma mudança radical. Os alunos se envolveram de verdade!” disse a orientadora.

Quando chegou ao colégio, a jornalista Cíntia Cruz disse se surpreender com a maturidade dos alunos com quem conversou. Eles se reuniram para falar abertamente sobre o assunto. “Sofri bullying aos 10 anos em minha antiga escola. Hoje, com 14, tudo mudou. Fui muito bem acolhida aqui”, relatou a aluna Lívia Marinho Chiara ao Extra. [Equipe ASN, Camille Dorneles]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox