Notícias Adventistas

Capacitação reforça missão da Educação Adventista para 200 profissionais do MS

Com o tema “Restaurados”, além do importante treinamento para a área pedagógica, os profissionais durante dois dias de programação foram levados à reflexão sobre o papel de cada um deles dentro da educação cristã.

25 de janeiro de 2018

Campo Grande, ASM … [ASN] “Quando trabalhamos na formação de pessoas, de certa forma, somos uma espécie de restaurador, porque é um trabalho que molda e muda vidas”, com essa análise o presidente da igreja adventista para o Mato Grosso do Sul, pastor Fernando Rios, falou aos 200 professores, coordenadores e orientadores da Educação Adventista do estado durante a capacitação pedagógica de 2018.

200 profissionais da Educação Adventista no MS, entre professores, coordenadores e orientadores participaram da programação.

 

Com o tema “Restaurados”, além do importante treinamento para a área pedagógica, os profissionais durante dois dias de programação foram levados à reflexão sobre o papel de cada um deles dentro da educação cristã. “Nós buscamos trazer o professor à reflexão sobre a responsabilidade como educador cristão, destacando o fato de que ele está ali não só para ensinar português, matemática e as matérias seculares, que são muito importantes e buscamos a qualidade nisso. Mas precisamos enfatizar que nossos líderes também precisam levar esses alunos a conhecer o plano de salvação que dá origem a tudo o que cremos”, explica Jairo Menezes, diretor de Educação Adventista para todo o território sul-mato-grossense.

A capacitação pedagógica da Associação Sul-Mato-Grossense aconteceu nos dias 22 e 23 de janeiro no Colégio Adventista Jardim dos Estados, o CAJE. E para quem participou do programa, o senso de responsabilidade de quem integra o time da Educação Adventista foi o ponto mais forte do evento, é o que acredita a coordenadora e orientadora do Colégio Adventista Campo-Grandense, professora Lilian Loeshner. “O mais importante de tudo o que foi dito ali, é que temos uma missão muito bonita e muito grande enquanto educação adventista. Mas, ao mesmo tempo em que ela é bonita, é também preocupante, porque temos que ensinar à criança o que caminho em que ela deve andar, mas não é chegar e dizer ‘esse é o caminho, pode ir’. Não. A gente tem que ir junto com ela. E para caminhar com esse aluno e com sua família, nós precisamos ser exemplo. E esse é ponto alto de reflexão, de que precisamos ser bons exemplos para eles”, reflete.

Diferencial

Ainda de acordo com a coordenadora, a capacitação deixou claro, mais uma vez, que a educação adventista tem algo de especial que a difere de todos os outros modelos educacionais. “Para mim vai muito além do ensino. É a preparação para uma vida completamente restaurada: a vida eterna. Vai além dos livros, conteúdos e matérias. Ela é tudo isso, mas com um diferencial que traz salvação e restaura vidas”, acredita Lilian.

Durante dois dias de capacitação, os líderes participaram de treinamento para a área pedagógica, mas a missão de promover os princípios cristãos foi o ponto alto do evento.

Restauração, inclusive, foi parte do tema escolhido para o treinamento desse ano, como explica Jairo. “Buscamos ter em mente essa restauração para a educação, pois lidamos com meninos e meninas que também queremos restaurar para a eternidade. Então, o tema teve a ver com o nosso principal objetivo como educação cristã ao enfatizar a diferença que uma educação com esses moldes pode fazer na vida de uma criança, de um adolescente”, pontua.

Para encerrar o programa, o líder da igreja adventista para todo o estado, pastor Fernando Rios, destacou qual é a verdadeira missão da Educação Adventista. “Professor é a profissão da qual depende o sucesso de uma nação. E nossa missão enquanto educação cristã é restaurar na vida de nossos alunos a imagem de Cristo. Precisamos, obviamente, dar bons conteúdos, tornar nossos alunos competitivos para o mercado de trabalho e buscar a excelência no ensino. Mas, além disso, precisamos formar cidadãos para o céu. De que adianta nossos alunos serem bem-sucedidos, mas viverem apenas 70, 80 anos, quando sabemos que Deus tem a eternidade para eles? É essa missão que não podemos perder de vista”, conclui Rios.

Atualmente a Educação Adventista no Mato Grosso do Sul conta com 3.863 alunos em sete unidades escolares, sendo duas na capital e cinco no interior. A meta para 2018 é alcançar o número de 4.420 alunos para compartilhar os mesmos princípios de ensino. [Equipe ASN, Rebeca Silvestrin / Fotos: Cleiton Prado]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox