Notícias Adventistas

Historiadores preservam memória adventista no período do governo Vargas

Formandos do curso de história do Unasp fizeram pesquisa sobre relação entre a Igreja e o governo de Getúlio Vargas

25 de novembro de 2015
Alunos do curso de História do Unasp-EC comparecem a semana que lembra o centenário da escritora norte-americana Ellen White – Créditos: Curso de História

Alunos do curso de História do Unasp-EC comparecem a semana que lembra o centenário da escritora norte-americana Ellen White – Créditos: Curso de História

Engenheiro Coelho, SP… [ASN] Presente há cinco anos no Centro Universitário Adventista de São Paulo, campus Engenheiro Coelho (Unasp-EC), o curso de História possui resultados positivos. Segundo dados da própria instituição, no final do ano de 2015, cerca de cerca de 70 estudantes estarão presentes no mercado de trabalho. Destes, mais de 50% ingressaram em colégios, escolas adventistas ou setores ligados a mesma instituição. Resultados ligados a área política, econômica, cultural e social são os mais destacados pelo corpo docente da instituição. Entretanto, as contribuições não param por aí.

De acordo com a educadora Janaína da Silva Xavier, professora da matéria de Patrimônio Cultural no curso de História, os ganhos advindos desta graduação podem ser observados em três linhas. “Primeiro, no auxílio à gestão de acervos históricos pertencentes ao Centro Nacional da Memória Adventista (CNMA); segundo, no desenvolvimento de pesquisas, cujos resultados têm sido publicados em periódicos, materiais históricos da Igreja Adventista e apresentações em exposições; e terceiro, na docência nos colégios e escolas adventistas em todo o país”, aponta.

Parcerias

Desde o primeiro semestre da graduação, durante as aulas, os alunos mantêm uma aproximação com o Centro Nacional da Memória Adventista. O CNMA é um projeto criado com a finalidade de reconstruir especificamente a história adventista do Brasil. Seu funcionamento se dá em forma de um museu coordenado e desenvolvido em conjunto com o Centro White, local que preserva a história da escritora norte-americana Ellen White. Desta forma, leituras, seminários e palestras sobre a história do adventismo, mundial e brasileiro, são promovidas pelo curso. O resultado são análises relevantes do movimento adventista e seus reflexos para a atualidade.

Elder Hosokawa, coordenador do curso de História do Unasp-EC, concorda que grande parte desta aproximação acontece devido a algumas disciplinas e eventos especiais promovidos pelo Unasp-EC. “Interpretação Bíblica da História, Estilo de Vida Saudável e História das Religiões no Brasil servem de exemplo como disciplinas que ajudam nesse sentido”, afirma. “Além disso, temos eventos especiais como a Semana de História, cujo tema deste ano foi 100 Anos: Unasp e Ellen White. Nessa semana, lançamos livros e trabalhos de conclusão de curso sobre a temática”, acrescenta Hosokawa.

Professores e palestrantes explanam sobre a importância dos relatos de Ellen White e como o Unasp-EC ajuda a preservar esta história. Créditos: Curso de História

Professores e palestrantes explanam sobre a importância dos relatos de Ellen White e como o Unasp-EC ajuda a preservar esta história. Créditos: Curso de História

O adventismo na história

 Um destes trabalhos é intitulado: Getúlio Vargas, política e o adventismo. O projeto, produzido pelos alunos Everton Cordeiro da Silva, Fábio dos Santos Lopes e Cleyton Soares Santos, foi um dos mais elogiados. O trabalho analisa as relações institucionais do adventismo durante o governo de Getúlio Vargas, apresentando os desafios enfrentados pela Igreja Adventista neste período. De acordo com o estudo, quando o adventismo foi implantado no Brasil as referencias alemãs e norte-americanas se mantiveram presentes em sua liderança. Isto fez com que muitos desafios surgissem abalando, em partes, a liberdade religiosa. Por fim, o trabalho aponta quais medidas do Governo Vargas prejudicaram ou favoreceram as atividades da Igreja Adventista.

Por tanto, a conexão entre o estudo da história brasileira e a história do adventismo é notável. “Assim, evitando retrocessos históricos no campo político e econômico e afastando crises por falta de atuação preventiva, a história, em si, tenta poupar vida, recursos humanos e naturais, além de preservar a cultura de um povo” enfatiza Hosokawa. [Equipe ASN, Nícolas Cardoso]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox