Notícias Adventistas

Igreja no Centro-Oeste fecha ano com 30% do orçamento investidos em evangelismo

Mais de 45 mil bíblias missionárias foram disponibilizadas para os evangelistas, além de outros materiais

Por Jenny Vieira 1 de dezembro de 2019

Pastor Gilnei de Abreu, diretor financeiro da Igreja Adventista no Centro-Oeste apresenta relatório de finanças do campo durante Concílio Anual.

“Apesar de ter sido um ano desafiador para as finanças da Igreja no Centro-Oeste, os recursos que estavam programados para investimento em evangelismo e novas gerações não foram alterados”. Foi o que ressaltou o diretor financeiro da instituição, pastor Gilnei de Abreu, durante a apresentação dos relatórios de tesouraria no Concílio Anual da UCoB, que começou na última sexta-feira, 29, e terminou neste domingo, 01.

Leia também:

Igreja aumenta investimentos em evangelismo e reduz custos

Mais de 45 mil bíblias missionárias foram disponibilizadas para os evangelistas, 23 mil coleções do Espírito de Profecia espalhados pelas igrejas, além de vários projetos de missão global, e de evangelismo realizados por meio do programa Um Ano em Missão e da Missão Calebe que recebeu mais de 17 mil jovens esse ano.

O movimento JUNTOS também foi outra iniciativa com foco no evangelismo. Desde o início do ano, foram investidos recursos em materiais que motivaram os pais a discipularem seus filhos como missionários. Para os jovens, o movimento culminou no Together, uma grande feira de voluntariado que fechou o ano de 2019 com um marco: 10 mil pessoas apaixonadas pela missão.

“Nós vamos continuar investindo nessas áreas e eu sei que o Senhor multiplicará as oportunidades de trabalho e sustentará essa igreja”, completou o pastor Alijofran Brandão, presidente da igreja para esta região.

Objetivos para as novas gerações

Jovens do projeto Um Ano em Missão, representam os demais missionários, contando experiências vividas em campo.

Para o ano de 2019, alguns objetivos já foram traçados para o trabalho com as novas gerações. O projeto Um Ano em Missão deve estar presente em todo o território, tendo como objetivo pelo menos uma equipe por cada campo. Os jovens devem ser preparados para a missão, e também para discipularem outros jovens para continuar o serviço iniciado por eles. A UCoB também pretende receber jovens de outros países, para que haja maior integração entre diferentes culturas.

Já na Missão Calebe, o objetivo é ter não somente adolescentes envolvidos, mas toda a igreja. O trabalho também não deve ser realizado apenas no período de férias, como de costume, mas deve se tornar constante. “Nós queremos ter o maior crescimento em novos discípulos da história da UCoB, por meio da Missão Calebe. Queremos manter celebrações anuais nos campos, replicando dentro de cada realidade o que aconteceu no Together”, afirma o pastor Richard Ogalha, líder Jovem para a região.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox