Notícias Adventistas

Educação financeira auxilia fiéis a evitar endividamento

Segundo pesquisa, ano de 2020 começou com 61 milhões de brasileiros endividados.

Por Jordana Graci 3 de março de 2020

Participantes acompanham palestras durante edição realizada em Curitiba (Foto: Divulgação)

Como andam as suas finanças? Você anota todos os gastos ou é do tipo que precisa beber um copo d’água enquanto abre a fatura do cartão de crédito? Ter problemas com a gestão dos recursos financeiros é bem mais comum do que se imagina.

Uma pesquisa divulgada em janeiro pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) apontou que aproximadamente 61 milhões de brasileiros começaram o ano de 2020 com alguma conta em atraso e com o CPF restrito para contratar crédito ou fazer compras parceladas.

Leia também:

Foi o caso de José Boeira, que sentiu na pele os efeitos do endividamento. “Eu era caminhoneiro e tirava um bom dinheiro, mas sabe como é, você ganha bem, mas gasta muito. Decidi vender o caminhão e eu acho que 80% do valor foi para pagar dívidas”, comenta. O descontrole financeiro cobrou seu preço. Para sair do cheque especial, até um dos carros da família teve que ser vendido.

Foi analisando estatísticas e observando a situação de membros como Boeira, que a sede administrativa da Igreja Adventista para o sul do Paraná decidiu realizar um dia de treinamento na área de educação financeira. O evento reuniu líderes da área de Mordomia e Família dos templos adventistas de Curitiba e região metropolitana. O encontro aconteceu no dia 29 de fevereiro, no auditório do Colégio Adventista de São José dos Pinhais.

Receita para evitar ou reverter o endividamento

A ideia é que os participantes passem adiante o conhecimento adquirido para suas respectivas comunidades religiosas. Dentre os temas abordados estavam  de que maneira realizar um planejamento financeiro mensal; estratégias para sair das dívidas; como se manter dentro do orçamento, resistindo aos apelos do consumismo, entre outros assuntos. Além das palestras, quem esteve presente também recebeu uma revista produzida com o objetivo de aprofundar os temas debatidos no treinamento.

O programa apresentou dicas para sair das dívidas e como planejar um orçamento financeiro mensal (Foto: Divulgação)

De acordo com o diretor financeiro da sede administrativa da Igreja Adventista para o sul do Paraná, pastor Leonardo Pombo, os números não apontam apenas para o endividamento, mas revelam como outras áreas da vida também são alteradas pelo descontrole. “Existem várias pesquisas que mostram como as dívidas afetam o casamento, família, saúde e, com certeza, a espiritualidade. Com base nesse contexto, nós pensamos em oferecer mecanismos bem práticos para ajudar os irmãos”, explica.

A chave para a mudança é a educação financeira, não só para quem quer uma vida mais tranquila, mas para quem deseja dar um testemunho mais coerente sobre a vida cristã. É o que garante o apresentador do programa “Saldo Extra”, da TV Novo Tempo, e um dos palestrantes do evento, pastor Antonio Tostes. “Uma pessoa que tem problemas financeiros, que não paga suas contas em dia, cria um obstáculo para a pregação do evangelho”, garante Tostes.

Alerta necessário

Para a analista financeira Goretti Borgatto, a iniciativa aconteceu em um momento bem oportuno. “A igreja tem um papel importante na vida das pessoas e no momento que estamos vivendo hoje, de tanto consumismo inconsequente, em que as pessoas estão cada vez mais endividadas, é fundamental falar sobre isso para que as pessoas pensem no futuro”, avalia.

No dia 7 de março, a caravana de treinamentos, que recebeu o título de Saldo Extra, segue para repetir as aulas em União da Vitória, no interior do Estado. E no dia 14, encerrará o circuito de palestras em Paranaguá, no colégio Adventista. Nas duas datas os eventos acontecerão das 8h30 às 16h30. Para mais informações e inscrições, o contato pode ser feito pelo aplicativo WhatsApp, pelo número (41) 3094-9425.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox