Notícias Adventistas

Desbravadores

Vencedoras do concurso de oratória realizam culto especial no sábado em Pelotas

As desbravadoras Ana Júlia e Thaylin ficaram em primeiro lugar no concurso de oratória do 24º Campori de Desbravadores da Associação Sul-rio-grandense (ASR).


  • Compartilhar:
Thaylin pregou no último sábado na igreja central de Pelotas.

O último sábado (24) foi motivo de festa na Igreja Adventista Central de Pelotas, RS. Liderada pelo pastor Cássio Medeiros, a igreja dedicou todo o culto para o Batismo da Primavera. Na programação houve dois batismos de Aventureiros do clube da Igreja Central, no entanto, o que mais chamou atenção nesse culto foram as pregações conduzidas pela Ana Júlia Moraés Ávila de 12 anos e a Thaylin Ferreira Gentil Borges de 13 anos. As desbravadoras dividiram o tempo da pregação, realizando o culto em duas partes com mensagens desenvolvidas por elas mesmas. 

A história da Ana Júlia e da Thaylin começou antes deste culto onde pregaram em frente a uma igreja cheia. Ambas já haviam falado a duas mil pessoas no 24º Campori de Desbravadores da Associação Sul-rio-grandense (ASR) após sua colocação em primeiro lugar no concurso de oratória do evento. Para as meninas, vencer o concurso de oratória já havia sido um momento único, mas compartilhar a Palavra de Deus com tantas pessoas no evento e depois na igreja foi surreal. 

As vencedoras do concurso de oratória pregaram no Campori para 2 mil pessoas.

“Ficamos muito felizes com a vitória. Afinal, foram vários dias de oração. A minha maior alegria foi ter a honra de falar do amor de Jesus para tanta gente, mas a maior gratidão vai pra Deus, por me conceder o talento e a oportunidade de pregar no Campori. Creio que Deus me usou, e que realmente me tocou, para que eu não falasse de mim, mas dEle. Na verdade, eu não imaginava que iria tocar tanta gente, então, foi a mão de Deus agindo mais uma vez”, discorre Ana Júlia.

O Concurso

O concurso de oratória era composto por três etapas. O tema geral foi “Heróis” e, em cada etapa, um dos heróis pré-selecionados pelos organizadores do evento foi o tema principal dos sermões. A terceira e última etapa ocorreu no Campori de Desbravadores. Os participantes do concurso foram avaliados em cinco pontos: coerência com o tema, fundamentação Bíblica, desenvolvimento do sermonete (início, meio e fim), criatividade e postura. Os três primeiros colocados em cada categoria, organizada por idades, receberam premiação. Na categoria de 10 a 12 anos, a Ana Júlia ficou em primeiro lugar e, na categoria de 13 a 15 anos, a Thaylin teve primeira colocação. Ambas representaram o Clube de Desbravadores Condor.

“O sentimento é de muita felicidade e eterna gratidão, primeiramente a Deus pela oportunidade e também à minha igreja, meu clube e minha família”, diz Thaylin. 

Os três primeiros colocados e cada categoria receberam premiações.

Thaylin já vem de uma família de vencedores na oratória. Seu pai, Clarman Mello Borges, fez parte de um concurso de oratória quando era juvenil na Federação Adventista da Mocidade Gaúcha (FAMG). Quando Thaylin ainda era Aventureira ele viu que a filha também era uma boa oradora. Borges levou Thaylin para pregar junto com ele em um dos cultos na igreja quando ela tinha apenas sete anos e este momento começou pavimentando todo o caminho da Thaylin até o púlpito de um Campori com 2 mil pessoas e depois ao púlpito de uma igreja. Após o sermão de Thaylin no Campori, ela fez o apelo a todos e depois ela mesma desceu do palco e foi batizada.

“Sempre oramos muito juntos pedindo que Deus nos conduza. Também trabalho muito com ela a ideia de que o grande objetivo é ser instrumento do Espírito Santo para passar a mensagem de Cristo às pessoas. Fico feliz que ela sinta essa dependência de Deus e reconheça que tudo é para Ele”, declara Borges.

O Sonho de Ana Julia é ser pastora de igrejas.

O futuro de vencedoras

Ambas as vencedoras são membras da Igreja Adventista Central de Pelotas e dedicadas ao Clube de Desbravadores. Para o pastor Cássio Medeiros é importante trabalhar para potencializar os dons de cada membro. Ele declara que aproveitou o Campori de Desbravadores e a participação delas no concurso de oratória para convidá-las a fazerem parte do culto do batismo da Primavera. 

“Penso que precisamos oportunizar aos nossos meninos e meninas mais espaço para usarem seus dons e contribuírem com a expansão do Reino de Deus. Após o culto, o retorno foi muito positivo, tanto por parte da comunidade da igreja de Pelotas, quanto de amigos que estavam no culto”, informa Medeiros.

Thaylin pregou na igreja e fez o apelo com um batismo logo após.

Para Ana Júlia e Thaylin, mesmo novas, o maior sonho é de continuar seguindo os caminhos de Deus, levando esta mensagem pela qual elas mesmas se apaixonaram mesmo antes de se levantarem para pregar em púlpitos.

“Sonho em permanecer nos Desbravadores, mesmo após ultrapassar a idade, e ser uma líder. E sonho em continuar espalhando a mensagem de Jesus em oportunidades como essa para que eu possa ir para o Céu com todas as pessoas que eu amo”, fala Thaylin.

Ana Júlia já percebeu que Deus tem um chamado para seu futuro. Seu maior sonho, além de um dia poder estudar no Instituto Adventista de Cruzeiro do Sul (IACS) e fazer parte do coral, é cursar Teologia e pastorear igrejas.

“Ainda não temos pastoras na Igreja Adventista no Brasil, mas eu espero e oro muito para que no futuro isso seja possível. Várias vezes achei que ser Teóloga não era para mim, mas acho que eu não consigo fugir dos planos de Deus para minha vida. Deus sabe o que é melhor para o meu futuro, então só me resta entregar a Ele a direção da minha vida e dizer: ‘A vida é Sua agora, pode usá-la da forma que achar melhor’”, conclui Ana Júlia.