Notícias Adventistas

Desbravadores

Capixabas oram com participantes do Enem

Desbravadores de um clube da Grande Vitória armaram tenda para distribuírem água e canetas.


  • Compartilhar:
Grupo se reuniu para dar suporte aos participantes do Exame (Foto: Arquivo pessoal)

Durante o segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), integrantes do Clube de Desbravadores do Espírito Santo deram suporte emocional aos participantes por meio de orações. A prova ocorreu nos dias 13 e 20 de novembro, e no domingo a avaliação trouxe consigo as provas de ciências da natureza e suas tecnologias, e matemática e suas tecnologias.

Leia também:

É a terceira vez que os desbravadores do clube Lunar, do templo adventista de Lagoa de Carapebus, realizam essa ação. Além das preces, o clube também distribuiu água e caneta para os alunos que realizaram a prova no Colégio Francisco Alves Mendes, no bairro de Cidade Continental.

enem
Desbravadores orando com participantes do Enem (Foto: Arquivo pessoal)

"Nosso principal objetivo é levar um ato de solidariedade. Água e caneta são itens necessários, porém são vendidos em um valor absurdo na proximidades das provas. E com a oração mostramos o amor de Jesus pelas pessoas", explica o organizador da ação, Reinison Torres.

O local pertence à cidade de Serra, na Grande Vitória, onde ao menos 80 pessoas foram abordadas pelo grupo. Uma tenda montada em frente à unidade de ensino reuniu os 16 voluntários que carregavam consigo faixas motivacionais direcionadas para os participantes.

"Foi uma coisa nova porque a responsabilidade de falar a palavra certa pra eles é muita grande", conta o desbravador Ricardo Ribeiro, que participou da iniciativa pela primeira vez.

Suporte emocional

enem
Ação ocorre pela terceira vez na região da Serra, Grande Vitória (Foto: Arquivo pessoal)

A psicanalista e pedagoga Dayse Costa explica que iniciativas como essa contribuem positivamente para o desempenho do aluno. Ela conta que as mensagens e as orações reduzem a pressão sobre o candidato, lembrando que o valor do aluno não está no resultado da nota, mas no empenho que depositou ao chegar lá ao longo do ano.

"Mensagens como essas ajudam a pessoa a compreender que, passando ou não, seu valor e estima não são rompidos caso ele não passe. A pessoa se sente amada e, principalmente, mais calma, sem peso de ter que provar que ela é um resultado", complementa Dayse.