Notícias Adventistas

Tendas e muita oração marcam os 10 dias do Projeto de intercessão na Paraíba

6 de março de 2015

No período de 19 a 28 de fevereiro, em oito países da América do Sul, fiéis da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) separam tempo durante o dia, para interceder por 10 motivos específicos, como também, pelas necessidades das pessoas, seus desafios e vida.

No último sábado (28), por ocasião do encerramento das atividades do projeto, além das igrejas que desenvolveram programações especiais, em tendas, nas portas dos hospitais, nas praças e ruas de cidades paraibanas e potiguares, centenas  de voluntários da IASD oferecerem oração, abraços grátis e literatura, para as pessoas que transitavam por ali.

Para Maria Lucineide Moreira, enfermeira do Hospital Regional de Sousa (PB), a atitude do grupo é muito louvável, “quando eu cheguei aqui fui ver do que se tratava, e fiquei super feliz, pois a oração é um excelente remédio para tudo”. Declarou.

Pastor Paulo César, coordenador da iniciativa naquela região, disse que foi uma ótima oportunidade que eles tiveram “por  levar para as  pessoas da comunidade, Deus”.

Voluntários na porta do hospital levavam mensagem de esperança e oração às pessoas

Voluntários na porta do hospital levavam mensagem de esperança e oração às pessoas

Junto às inúmeras correntes de oração nesse período, em João Pessoa, capital da Paraíba, diversas pessoas se uniram pra orar em prol de uma pequena menina. Camile Vitória tem apenas 10 anos de idade. No final do ano passado, após dias e dias de dores, foi descoberto um tumor na sua bexiga, que a impedia de urinar. Exames foram feitos e ficou comprovado um câncer. Dado ao quadro teria que fazer quimioterapia. Certo dia, ao sentir fortes dores, Camile foi ao banheiro, e para surpresa de todos, o tumor foi expelido. Os médicos sem explicações, disseram que o que aconteceu foi anormal, ou melhor, algo Divino.

Laudicéia Freire, tia da garota e uma das intercessoras, tem outra resposta para  o que aconteceu. “Sei que o poder da oração é muito grande.  Eu vejo que Camile é um testemunho vivo das mãos de Deus. Ele mais uma vez nos honrou. A oração faz o impossível acontecer. Deus não dá a cura, faz milagres”.

Camile fez a cirurgia para a retirada total do tumor. Ela e sua tia  ainda vão  ao hospital  napoleão Laureano  (PB)regularmente, mas não para atendimento clínico, e sim, para falar de Jesus para outras crianças.

No Rio Grande do Norte o movimento foi o mesmo. Clique aqui e confira as fotos em nossa galeria.

Hoje à noite, no Revista Novo Tempo, a partir das 20h, assista a matéria completa. SKY canal 14, Net 184 e Oi TV canal 214. Também pelo site ou aplicativo – novotempo.com/revista.

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox