Notícias Adventistas

Servidores da Igreja Adventista driblam idioma para Semana Santa com haitianos

Sete pessoas foram batizadas ao fim do programa realizado por funcionários da Igreja no Norte do Paraná

10 de abril de 2017

Um dos pequenos grupos com haitianos na Semana Santa organizada por servidores da Igreja em Maringá

Maringá, PR … [ASN] Os haitianos ocupam quase metade dos bancos da Igreja Adventista do Jardim Olímpico, em Maringá. O local é onde os servidores da sede administrativa da Igreja Adventista do Norte do Paraná (Associação Norte Paranaense) realizaram a programação da Semana Santa. Após assistirem ao filme O Resgate no sábado à noite, promoverem uma feira de saúde no domingo de manhã a fim de convidar os moradores da comunidade e assistirem ao primeiro dia da Semana Santa na igreja, os participantes foram divididos em seis pequenos grupos que se reuniram de segunda a quinta-feira nas casas de pessoas que abriram os seus lares, inclusive um anfitrião que não é adventista.

Leia também:

Neli e a filha recebem certificados após o batismo

Cheios todos os dias, os pequenos grupos oportunizaram uma aproximação maior entre os participantes, com mais envolvimento no estudo de cada tema e confraternização ao final dos encontros. Em algumas casas a maioria era de imigrantes do Haiti, que vieram tentar uma vida melhor no Brasil. A diretora dos ministérios da Criança e do Adolescente da ANP, Monie Braga, dirigiu um grupo onde havia dez haitianos, sendo apenas quatro adventistas. “Foi uma experiência muito interessante porque falar com tradutor (francês) não é fácil. Mas Deus foi maravilhoso e nos adaptamos rápido e sentimos que, mesmo com as dificuldades em detrimento do tradutor, que também era haitiano, eles compreenderam a mensagem. No último dia ficamos até as 22 horas respondendo perguntas e inquietações que eles tinham. Foi muito bom”, relata.

A Semana Santa organizada pelos servidores da ANP na Igreja do Jardim Olímpico foi encerrada no domingo, dia 9 de abril, com sete batismos. Todos os novos adventistas frequentaram assiduamente o programa. Neli Aparecida Lopes Barros foi uma delas. Ela tomou a decisão depois de cerca de quatros meses de estudo da Bíblia. “Eu achei muito bom porque eu pude aprender um pouco mais da Palavra de Deus, pois não sabia muito”, conta Neli, que participou todos os dias da Semana Santa. [Equipe ASN, Gustavo Cidral]

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox