Notícias Adventistas

Quebrando o Silêncio

Voluntários saem as ruas para distribuir esperança

Por Alexandre Reis

O crescente aumento dos índices que registram os suicídios cometidos no Brasil e no mundo, vem chamando a atenção das autoridades. Os dados são alarmantes, principalmente entre adolescentes e jovens entre 15 e 29 anos, sendo a segunda maior causa de mortes nesta faixa etária. Segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS, 800 mil pessoas cometeram suicídio em 2015. Isso equivale a um caso a cada 40 segundos.

Na sua 16ª edição, a Campanha do Quebrando o Silêncio, organizada pela Igreja Adventista do Sétimo Dia ao redor do mundo, elegeu o ano de 2018 para tratar deste tema tão delicado – Suicídio.

Na região do Vale do Paraíba, milhares de voluntários dedicaram parte do dia 25 de agosto saindo as ruas distribuindo materiais a respeito do tema, como também organizando ações comunitárias em diversos locais chamando a atenção da população para este assunto.

Na cidade de Taubaté, por exemplo, uma grande passeata conscientizou os moradores do Jardim Gurilândia, através da distribuição de revistas e panfletos pelas ruas do bairro e comércio local.

A ação foi encerrada no Centro Comunitário do bairro, Artilheiro e Fumaça, onde autoridades civis e eclesiásticas falaram para a população a importância do Projeto Quebrando o Silêncio, como o pastor geral da Associação Paulista do Vale, Oliveiros Júnior e Irene Lisboa, líder do Ministério da Mulher para o estado de São Paulo.

Para Greice Ferreira, responsável pelo projeto na região do Vale do Paraíba, “… quando saímos da nossa zona de conforto e partimos para ajudar o próximo, o primeiro beneficiado somos nós. A cada ano, o projeto Quebrando o Silêncio vem para mobilizar as pessoas por uma causa única, trazer esperança em meio a tanto sofrimento e dor.”

JACAREÍ – Em Jacareí, mais de mil pessoas foram as ruas na região central da cidade. Com a ajuda do clube de Desbravadores, Aventureiros, Moto Clube Adventista e voluntários da cidade, o Projeto Quebrando o Silêncio conseguiu despertar a atenção da população que teve contato com o material distribuído.

Gislene Francisco, moradora de Jacareí disse que: “…ver tantas pessoas na rua, crianças, adolescentes, jovens e adultos preocupados em trazer informação a respeito do assunto do suicídio, é extraordinário, enquanto a maioria das pessoas não prestam atenção as necessidades do próximo.”

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox