Notícias Adventistas

Quase 60 doam sangue em Teófilo Otoni

A ação fez parte da comemoração do Dia Mundial do Jovem Adventista

18 de março de 2017

Desde às 8h da manhã deste sábado, 18, o hemocentro do Hospital Santa Rosália, em Teófilo Otoni, ficou movimentado. Além do fluxo normal de pacientes, cerca de 60 jovens adventistas passaram por ali, antes do meio dia. Divididos em grupos, aguardavam na fila para a doação de sangue.

O motivo para o número exagerado de pessoas para doação foi o Dia Mundial do Jovem Adventista que mobilizou pessoas em todos os lugares para a campanha Vida Por Vidas. “O nosso banco de sangue passa por momentos difíceis constantemente. Por isso, campanhas como essa são muito importantes pra nós”, agradece Marcia Maria Pimentel, enfermeira técnica, responsável pelo setor. “Hoje nós estamos recebendo um fluxo que conseguimos alcançar apenas em campanhas especiais do hemocentro no final do ano e estamos muito felizes por isso”, complementa Gledston Pereira de Almeida, técnico de patologia.

Próximo ao Hospital, fica localizada a Praça Tiradentes, onde a movimentação estava ainda maior. Por lá, mais de 200 jovens que deixaram o ambiente lotado e impactaram a cidade.

Dentre as atividades realizadas, uma Feira de Saúde foi montada no centro da Praça, que recebeu pessoas de todas as idades para verificar o estado saúde físico e emocional. “Esse trabalho já foi feito aqui muitas vezes. Eu sempre participo. Mas, dessa vez, descobri que tenho pressão alta. Eu não sabia. Preciso procurar um médico e tratar”, contou Altran Almeida Souza, aposentado.

Além da feira, um varal solidário também chamou atenção. A ação era conjunta: tanto para quem quisesse doar roupas, quanto para quem quisesse pegá-las. “Essa ideia surgiu já faz um tempo, mas aproveitamos o Dia Mundial do Jovem Adventista para colocar em prática. Sabíamos que o fluxo seria maior e alcançaríamos mais pessoas. Isso realmente aconteceu. Já recebemos muitas doações e muitos saíram daqui satisfeitos com as roupas que pegaram”, explicou a bancária Bárbara Moreira Lemos, uma das idealizadoras do projeto.

Ao lado do varal solidário, uma tenda com dois cabeleireiros profissionais. Qualquer pessoa que passasse por ali, podia parar e ganhar um corte de cabelo gratuito. Os clientes saiam satisfeitos. “Eu estava indo fazer um exame de vista, mas cheguei aqui e aproveitei pra cortar o cabelo, já que era de graça”, sorriu o aposentado, Eurigens Batista Rocha. O cabeleireiro, Elson Oliveira foi convidado para prestar seus serviços ali e, só na parte da manhã, junto com seu colega de profissão, já havia atendido mais de 20 pessoas. “Eu aceitei prontamente estar aqui, mesmo sem ganhar nada. Mas tenho certeza de que hoje meu faturamento será melhor do que nos outros dias. O que eu ganho é a alegria de fazer o bem ao próximo”, reflete.

Enquanto o movimento acontecia na Praça central da cidade, mais jovens estavam espelhados, levando cestas básicas de alimento para pessoas necessitadas. Na parte da tarde, visitas a hospitais e orfanatos foram feitas. O dia de ações deve encerrar com um programa que será realizado na praça com música e adoração.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox