Notícias Adventistas

Pacientes com câncer são homenageadas no Dia Internacional da Mulher

Adventistas do Maranhão se uniram para levar esperança em local de tratamento.

8 de março de 2016
pacientes-com-câncer-são-homenageadas-no-dia-da-mulher

Pacientes se alegraram com homenagens e programa espiritual oferecido neste dia 8

Imperatriz, MA… [ASN] No sul do Maranhão, na cidade de Imperatriz, está localizado o Instituto Amar Mais, uma organização não governamental (ONG) que visa acolher e assistir pessoas de ambos os sexos, dos Estados do Maranhão, Pará e Tocantins, em tratamento de câncer. Foi para lá que as integrantes do Ministério da Mulher  da igreja adventista do Parque Alvorada I foram neste dia 8 para realizar um programa em homenagem às mulheres, com palestra motivacional, distribuição de presentes e lanches.

A voluntária Ronélia Pires acredita que as mulheres do instituto estejam precisando muito mais de homenagens do que as amigas de sua congregação, pois elas deixaram a casa, o esposo, os filhos e o emprego para cuidar da saúde, e por isso, decidiu doar seu tempo para fazer a alegria de outras pessoas. “Eu prefiro fazer um programa para as mulheres daqui do que na igreja, pois nós já temos tudo, principalmente saúde. Estar aqui é completamente diferente e especial para mim”, confidencia.

Veja, abaixo, a galeria com imagens do programa:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Katiele Magalhães é estudante, tem 25 anos, reside em Araguaína e está tratando um câncer no mediastino. Mas, ao contrário do que poderia se pensar, ela diz que está muito feliz. “As pessoas aqui são atenciosas e uma ajuda o outra. Enquanto estou me sentindo bem, ajudo na cozinha e ajudo também meus colegas quando posso”, diz entusiasmada, acrescentando que as palavras de autoestima e fé que as mulheres levaram ajudam bastante no processo de cura.

Igrejas e pessoas interessadas visitam a ONG semanalmente para oferecer lanches, fazer orações e dar carinho aos que frequentam o local. Por lei, todo paciente oncológico precisa estar com um acompanhante, portanto, atualmente 150 pessoas estão alojadas na instituição. Cada paciente faz em média cinco radioterapias por semana, permanecendo cerca de dois a três meses em Imperatriz.

Ilva Sander é casada, tem dois filhos, 47 anos e teve câncer de mama. Ela está há apenas uma semana na ONG e demostra otimismo em relação ao futuro. “Estou feliz porque tem muita gente que não teve a oportunidade que estou tendo de tratar um câncer de mama. Essa homenagem pra nós é muito importante, levanta nossa autoestima e sem dúvidas ajudará na nossa cura”, conclui.

Quem desejar doar ou realizar alguma ação social com os internos pode entrar em contato através do site http://www.oncoradium.com.br/ [Equipe ASN, Simone Joe]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox