Notícias Adventistas

No sul do Rio de Janeiro, movimento de oração mobiliza igrejas e famílias

Nos lares ou nas igrejas, fiéis intercederam pela benção de Deus sob suas famílias.

Por Andréia Kals 2 de março de 2021

Iniciativas em prol da comunhão, variam desde a criação de páginas em sites, à visitação de membros afastados e madrugadas de oração nas igrejas e lares. [Foto: Divulgação]

 Assim como os adventistas de toda a América do Sul, os quase 29 mil membros que compreendem a parte sul do estado do Rio de Janeiro, também estiveram envolvidos na Jornada de Oração “Famílias Fiéis Até o Fim”.

Alguns estudaram a apostila e fizeram a Jornada de Oração de seus próprios lares, outros, nas igrejas. Determinados grupos reservaram as madrugadas para este momento, outros, preferiram o anoitecer. Independente do horário e local, a intenção era a mesma: clamar pelo poder do Espírito Santo sobre cada lar.

JORNADA DE ORAÇÃO NA ENFERMARIA

Do hospital, Cledson participou da jornada de oração, o que resultou em um grupo de pessoas estudando a bíblia. [Foto: Divulgação]

José Cledson da igreja do bairro de Jardim Guardalupe, estava internado no Hospital para fazer um cateterismo após sofrer um infarto. Depois de 15 dias no Centro de Terapia Intensiva (CTI), foi para a enfermaria, onde se deparou com 5 colegas de leito. Seu quadro clínico e as companhias no quarto, não foram motivos para não se envolver na jornada de oração.

“No primeiro dia eu estava meio atordoado ainda, mas observei que todos no quarto estavam sem fazer nada, as visitas e acompanhantes também”, relata. “Quando ganhei forças, fiz a proposta para que orassem comigo. Pedi para minha filha trazer minha bíblia, a apostila, e propus estudos. Todo mundo aceitou”, completa.

Depois do 5º dia, Cledson sentiu Deus tocar em meu coração, orientando-o a fazer um apelo para que seus amigos aceitassem Jesus como salvador da vida deles. As respostas foram positivas.

“A gente estudou todos os dias, e nas madrugadas eu orava por eles. Fiz apelo para que aceitassem Jesus como salvador em suas vidas, e todos aceitaram. Duas novas pessoas entraram no quarto, e já estou conversando com elas também. As 10h foram muito especiais para nós aqui”, declara.

Os estudos e momentos de oração tem continuado, mesmo ao fim dos 10 dias, e ocorrem diariamente às 6h de manhã depois do desjejum e no final da tarde, antes do horário da janta hospitalar.

INICIATIVAS DIFERENCIADAS

A fim de manter o distanciamento, igreja criou iniciativa de oração on-line pelas famílias. [Foto: Divulgação]

A Igreja da Barra da Tijuca criou uma página para os 10 dias dentro do site da própria igreja.  Todos os dias, as 5h da manhã, uma família postava um vídeo sobre o tema do estudo diário. Grupos de oração no WhatsApp também estavam disponíveis ao longo do dia, e, à noite, uma reunião de oração acontecia via zoom, conduzido pela mesma família que postou o vídeo da meditação no amanhecer.

Segundo a professora universitária aposentada da UFRJ, Silvia Dorotéa Boger, as mensagens ajudaram a fortalecer as famílias. “Embora nossos filhos sejam adultos e tenham sua vida independente, as mensagens dos 10 Dias de Oração foram um poderoso “fortificante” para sermos fiéis até o fim, sem jamais perder a esperança de, muito em breve, estarmos todos juntos para sempre na Nova Jerusalém”, considera.

Já as igrejas de Jardim Novo e Bandeirantes promoveram uma visitação aos membros afastados, onde entregaram as apostilas e procuraram incentivar as famílias na comunhão com Deus e no regresso aos cultos.

“Temos visto um engajamento total de todas as áreas da igreja, o que gera um e crescimento espiritual muito grande neste momento” explica o pastor Jonas Aguiar, líder de Mordomia e um dos coordenadores dos 10 Dias de Oração no sul do RJ. “Os fiéis estão valorizando os momentos com Deus e levando as suas famílias para mais perto do Senhor”, acrescenta.

O escritório da Associação Rio Sul, proporcionou madrugadas de oração, todos os dias, às 5h, em uma parceria entre o Ministério de Mordomia e da Família. Cultos com os funcionários ocorrem também todas as manhãs às 8h.  Além disso, uma sala de oração foi uma organizada para quem quisesse ter um momento à sós com Deus ao longo do dia, e às 10h e às 15h, o escritório inteiro parava para um momento solene: oração.

O Ministério da Criança e do Adolescente também esteve ativo nas atividades com jornadas de oração específicas para os dois grupos.

DEZ HORAS DE JEJUM

Mulheres desenvolveram uma programação especial de 10 horas de jejum para envolver todas as famílias, seja de forma presencial ou on-line. [Foto: Divulgação]

O sábado do dia 20 foi um grande ponto de partida para o movimento. Já era o terceiro dia do projeto, mas foi o momento no qual todos puderam usufruir de uma comunhão anda maior, através das 10 Horas de Jejum. Nas igrejas e nos lares, o programa era intercalado com louvores, oração e estudo da bíblia.

Líderes do Ministério da Mulher (MM), estiveram a frente deste momento, e fizeram questão de trazer homenagens à cada família da igreja, seja por lembrancinhas, decorações, ou momentos especiais na programação.

Segundo Giseli Belinassi, líder do MM sul do RJ, as 10 Horas de Jejum e Oração são horas extremamente especiais para a vida espiritual de quem se envolve. “Participar nos ajuda a sentir a total dependência de Deus e reconhecermos o poder Dele ao nos submetermos mais vezes em oração durante o dia com a família e irmãos na fé e ao dedicarmos horas para nos abstermos de alimentos de qualquer espécie ou em ingestão apenas de frutas. Desta forma a percepção das coisas espirituais ficam melhores com uma mente mais livre para esse propósito espiritual”, afirma.

Uma live das 15 às 17 horas também ajudou fiéis a se unirem neste mesmo propósito e fechou o programa das 10 horas. O objetivo foi mobilizar e inspirar, trazendo dicas para famílias sobre como lidar com os dilemas familiares. Na oportunidade, as psicólogas Simone e Girlene, também trabalharam aspectos relacionados ao convívio familiar. O pastor Gustavo de Sá, presidente da igreja na região, fechou o programa falando sobre a importância da família para Deus, para a sociedade, e sobre o objetivo divino ao criar a família.

Tanto no sábado do dia 20, quanto no último sábado, dia 27, diversos interessados que já estavam estudando a bíblia, decidiram-se pelo batismo. Igrejas como de Guadalupe, Jardim Letícia, Nilópolis, Boa Sorte, Parque Colúmbia, Inhoaíba, são alguns dos locais em que ocorreram estas celebrações.

Galeria de imagens:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox