Notícias Adventistas

Líder de igreja local desenvolve ministério há 35 anos

Ancionato é um dos departamentos da igreja liderado por voluntários.

Por Priscila Baracho Sigolin 19 de junho de 2020

Olímpio e sua esposa Ocideia frequentam a igreja adventista no bairro Aleixo, em Manaus. (Imagem: arquivo pessoal).

 

José Olímpio de Queiroga Júnior é cirurgião dentista e frequenta a Igreja Adventista Do Sétimo Dia no bairro Aleixo. É casado há 28 anos com Ocideia Silveira de Queiroga e são pais do José Neto, Estêvão, Rúben e Ana. O hino que mais gosta é “Sob suas asas” e seu verso bíblico favorito está em Jeremias 31:3 “Há muito que o Senhor me apareceu, dizendo: Porquanto com amor eterno te amei, por isso com benignidade te atraí”.

No dia 20 de junho é comemorado o “Dia do Ancião”, uma homenagem pelo trabalho desses dedicados líderes que ajudam no pastoreio da igreja. Confira a entrevista com Olímpio e conheça um pouco do seu ministério como ancião.

O que te motiva a ajudar neste ministério e o que ele significa em sua vida?

Não tenho escolha, sou servo de Deus e de Sua igreja, devo ir onde Ele mandar e isso faço com alegria. Ellen White consegue expressar exatamente o que me move no livro O Desejado de Todas as Nações:

“Nenhuma pessoa que creia em Cristo, embora seja fraca a sua fé, e seus passos vacilantes como os de uma criancinha, deve ser desconsiderada. Por tudo que nos confere vantagem sobre outros — seja educação e refinamento, seja nobreza de caráter, educação cristã ou experiência religiosa — achamo-nos em dívida para com os menos favorecidos; e, o quanto estiver ao nosso alcance, cumpre-nos ajudá-los. Se somos fortes, devemos sustentar as mãos do fraco. Anjos de glória, que contemplam continuamente a face do Pai no Céu, regozijam-se em servir aos Seus pequeninos. Almas trementes, com muitos objetáveis traços de caráter, são seu particular encargo. Os anjos se acham sempre presentes onde mais necessários são, ao lado dos que têm a mais dura batalha a combater contra o próprio eu, e cujo ambiente é o mais desanimador. E neste ministério hão de cooperar os verdadeiros seguidores de Cristo”. DTN 310.3

Quais são as alegrias de um ancião de igreja?

A maior alegria de um ancião é poder suprir a necessidade de sua ovelha. Perceber que é amado porque faz bem ao rebanho. Sinto-me em dívida com tantos que por algum motivo encontram-se necessitados de algum dom que Deus me deu. No que está ao meu alcance, devo ajudar a minimizar a diferença que há entre nós e apascentar as ovelhas do Senhor, conforme o verso em João 21:15-17.

Momento de interação e estudo da Bíblia com a classe da Escola Sabatina que Olímpio frequenta. (Imagem: arquivo pessoal).

Como enxerga o papel do ancião para o desenvolvimento do trabalho na igreja?

Buscar em Deus a sabedoria necessária para apoiar o pastor e demais anciãos de forma amorosa e inteligente, unindo forças para conduzir o rebanho do Senhor.

O que significa para você ser usado por Deus para este ministério?

Sinto-me indigno e ao mesmo tempo honrado assim como Isaías diante do trono do Senhor. Isaías 6:5 e 8 é uma expressão do profeta que eu me identifico: “Então, disse eu: ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios…”Depois disto, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim.”

Como diz um antigo hino que marcou minha conversão: ” Não sei por que de Deus o amor a mim se revelou, por que motivos para si Jesus me resgatou, mas eu sei em quem tenho crido…” É assim que me sinto.

“A maior alegria de um ancião é poder suprir a necessidade de sua ovelha. Perceber que é amado porque faz bem ao rebanho” expressa Olímpio. (Imagem: arquivo pessoal).

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox