Notícias Adventistas

Lei Municipal do Desbravador e 1° Campori Online marcam semana do lenço no MS

Uma data festiva com uma celebração à altura de sua importância, finalizando uma semana inteira dedicada à nação de lenço no Mato Grosso do Sul

Por Rebeca Silvestrin 16 de setembro de 2019

Durante a Semana do Lenço, onde adolescentes por toda a América do Sul realizavam ações e cumpriam desafios para marcar a data que celebraria os 69 anos da criação do clube de desbravadores em todo o mundo, o Mato Grosso do Sul pode vivenciar seu primeiro Campori Online, onde mesmo distantes fisicamente, os desbravadores sul-mato-grossenses permaneceram conectados e unidos por um mesmo objetivo, é o que explica o líder de Desbravadores para todo o estado, pastor Henrique Vieira. “A ideia do Campori Onine surgiu, primeiramente, como uma necessidade que havia dentro do campo. Mato Grosso do Sul tem o histórico de camporis acontecerem com um grande intervalo entre um evento e outro, por isso, a nossa preocupação quando chegamos aqui era a de que meninos e meninas que entram no clube com 10 anos e deixam de ser desbravadores aos 15, poderiam não chegar a participar de um Campori a nível estadual. Daí a ideia de criarmos um evento que fosse estadual, mas que pudesse proporcionar para esses desbravadores um encerramento a nível regional, onde vários clubes de uma mesma região estariam reunidos para uma festa de encerramento, oferecendo um ambiente de interação a eles”, conta.

O primeiro Campori Online ‘Criados com Propósito’ alcançou quase 16 mil pessoas durante sua transmissão.

A festa de encerramento aconteceu no último sábado, dia 14 de setembro, Dia Mundial dos Desbravadores. Uma data festiva com uma celebração à altura de sua importância, finalizando uma semana inteira dedicada à nação de lenço aqui no Mato Grosso do Sul. E para quem participou do primeiro Campori Online da Associação Sul-Mato-Grossense fica o sentimento de ter vivido algo maior. “Achei que foi uma experiência muito boa, diferente e que vai mudar não só a minha, mas também a vida de muitos adolescentes aqui no Mato Grosso do Sul”, acredita a estudante Sara Lopes, desbravadora do clube Herdeiros do Rei, da Igreja Adventista do bairro Universitário.

Assim como Sara, a pedagoga e diretora do clube Herdeiros do Rei, Josiane Saruwatari, acredita que o evento veio para fomentar o que precisava ser um marco para adolescentes e jovens em um período especial de celebração. “No Campori Online eu tive a oportunidade de viver uma experiência incrível. As atividades a serem cumpridas foram realmente desafiadoras para mim como diretora e também para os desbravadores. Achei interessante a ideia de termos um campori online justamente na semana do lenço, pois meus desbravadores puderam ter experiências fantásticas durante esse período. Eles oraram com outras pessoas, visitaram lares e puderam compartilhar cada uma dessas experiências em nosso culto e, inclusive, compartilharam a empolgação e felicidade por cumprirem cada um deles”, ressalta.

Para o líder de desbravadores em todo o campo, as novas tecnologias e habilidades das novas gerações foram fatores definitivos para a ideia  de um programa 100% online, onde os membros pudessem por em prática os valores aprendidos no clube e compartilhar as histórias uns com os outros. “O que fizemos foi utilizar as redes sociais como uma oportunidade de interação entre os clubes. Ou seja, eles fizeram as atividades nas reuniões dos clubes e postaram cada um dos desafios cumpridos, criando e fazendo uso de hashtags, além de marcarem os nossos perfis oficiais em suas postagens. Dessa forma, todos tiveram a oportunidade de ver e compartilhar as atividades que foram desenvolvidas pelos nossos clubes durante essa semana. Acredito que isso criou uma aproximação deles dentro do ambiente virtual, mas também proporcionou para eles um encerramento grandioso, com um gosto especial de que eles participaram de um Campori aqui no Mato Grosso do Sul”, finaliza Henrique.

Dia Municipal do Desbravador

Fernando Espíndola (conselheiro do clube ‘Coroas da Glória) e desbravadores do clube com a prefeita Elizângela Martins, na primeira celebração do Dia Municipal do Desbravador em Juti/MS.

 

Na pequena Juti, cidade distante 310 quilômetros da capital, Campo Grande, o dia oito de setembro teve um gosto especial para os desbravadores. Isso porque, em 2019 eles puderam comemorar o primeiro Dia Municipal do Desbravador, depois da criação de uma lei com o objetivo de contemplar o clube e o trabalho realizado pelos desbravadores na cidade, segundo conta o vereador Vando Adão Claudino, autor da lei. “Pude conviver com o diretor do clube Coroas da Glória, o agricultor familiar Fernando Espíndola, e ver de perto o trabalho que era feito com os jovens em Juti. Além  disso, fui testemunha da disponibilidade que os desbravadores sempre tiveram em auxiliar todos os projetos que a prefeita idealizava, seja para ações de conscientização de limpeza urbana ou para por a mão na massa e ajudar na melhoria do ambiente público da cidade e isso me impressionou muito. Foram características que me motivaram a criar um projeto de lei para inserir no calendário municipal o segundo domingo de setembro como o Dia Municipal do Desbravador”, lembra.

Ainda de acordo com o político, a prefeita Elizângela Martins, por conhecer de perto o trabalho do clube na cidade, sancionou o projeto de lei n° 005/2018 – referente ao projeto de lei municipal n°001/2018 – no último ano e, em 2019, aconteceu a primeira celebração oficial da data no início da semana do lenço.

E o resultado do reconhecimento público emociona quem esteve à frente da criação, direção e hoje, atua na liderança do clube Coroas da Glória. “Para nós, enquanto clube, foi uma grande conquista e sentimento de dever cumprido com a nossa comunidade, pois vemos isso como reconhecimento pelo trabalho desempenhado pelos desbravadores que, apesar de ainda tão jovens, têm o privilégio e condições de realizar um trabalho relevante para a comunidade de Juti”, conclui Espíndola.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox