Notícias Adventistas

Jovens realizam Semana Santa em assentamento no DF

Eles saem todos os dias do trabalho e seguem direto para o acampamento, onde visitam as casas e convidam para o programa especial da noite.

Por Jenny Vieira 17 de abril de 2019

Mais de 30 visitantes compareceram todas as noites ao local (Foto: Divulgação)

Cerca de 30 jovens da Igreja Adventista Central de Planaltina frequentaram na última semana o assentamento 8 de Março, localizado a 10 km da cidade, onde vivem mais ou menos 90 famílias. O local, gerenciado por uma equipe, precisou de autorização para a entrada do grupo que pretendia realizar uma semana diferente para a comunidade.

Leia também:

Trata-se da Semana Santa, período que precede o final de semana da Paixão, e serve para relembrar o sacrifício de Jesus na Cruz e celebrar Sua morte e ressurreição. A educadora física Milena Oliveira tem uma rotina puxada no trabalho, mas não deixou de ir aos encontros. “É a primeira vez da minha igreja aqui e eu fico muito feliz em ver todos os jovens envolvidos em um projeto assim. Isso tem mudado a minha vida”, comenta.

Os cultos começam sempre com louvor e adoração a Deus (Foto: Divulgação)

O local foi escolhido após um desafio ser lançado aos jovens de todo o Centro-Oeste para realizarem a semana especial em um local onde nunca havia sido feita antes. “Nós sempre fazemos essa celebração nas nossas igrejas ou casas. Desta vez, optamos por vir aqui, por ser um local totalmente afastado da nossa cidade e que as pessoas em geral não fazem tanta questão de visitar. Então nós estamos sendo luz pra eles, demonstrando nosso carinho e abraçando essa comunidade”, explica Calebe Lourenço, monitor escolar.

O programa é organizado pelos próprios jovens, que, antes de tudo começar, se dividem em grupos de dois ou três e passam de casa em casa orando com os moradores e convidando-os para a programação que acontecerá em instantes na plenária do acampamento, utilizado para todas as reuniões do bairro.

Logo depois, as músicas começam, chamando atenção de quem está em casa. O louvor é feito primeiro de forma descontraída para as crianças e, em seguida, para os adultos. Todas as noites, brindes são sorteados e muita animação preenche a plateia.

O sorteio de vários brindes garantiu a animação da plateia todas as noites (Foto: Divulgação)

Os minutos restantes são para passar um episódio da série Renascidos, que foi produzida pela Igreja Adventista na América do Sul para esse momento. O programa é encerrado com uma reflexão espiritual, feita pelo pastor da igreja e um lanche ao final que proporciona confraternização entre todos os presentes.

“Foi muito bom receber a visita deles em casa. A gente mora nesse lugar há sete anos e nunca recebeu uma visita para ficar uma semana inteira com a gente. Eles vão deixar saudade”, afirma a dona de casa Maria Geralda Mendes, que frequentou o salão desde a primeira noite.

Já o agricultor Lourival da Conceição deu um passo a mais. “Eu já ouvia falar de Deus há tempos, mas lutava contra o cigarro. Essa semana eu decidi largar esse vício e me entregar a Jesus, através do batismo”, conta.

Continuação do trabalho

Mesmo após o final da Semana Santa, o grupo pretende continuar o trabalho com essa comunidade. Durante as datas especiais até o final do ano já existe planejamento de outros projetos para continuarem mantendo amizade e frequentando o local, prestando todo auxílio necessário para os moradores e ensinando sobre Jesus.

“Nós já temos programado um jantar especial e uma programação para o Dia das Mães com esses mesmos jovens que fizeram a semana Santa aqui. Durante esse período, os jovens já estarão realizando estudos bíblicos com moradores do bairro e, em julho, nós voltaremos em peso para realizar a Missão Calebe aqui, fora outras ações que já estão previstas para outras datas especiais”, explica Marcos Pereira, pastor da igreja central de Planaltina.

“A gente tem dias corridos, trabalho, faculdade, mas quando chega aqui, a gente vê a necessidade das pessoas de conhecer a Jesus e a gente se sente útil na vida delas. Seja por um abraço, um sorriso ou nos importando com elas. E eu sinto que isso não pode ficar somente aqui. Nós precisamos expandir isso para o mundo”, reflete Lourenço, que também participou da ação.

Idosos também acompanharam programa oferecido por voluntários (Foto: Divulgação)

Saiba mais sobre a ação:

 

 

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox