Notícias Adventistas

Igreja Adventista Central de Itajaí completa 100 anos de existência

Evento de celebração pelos 100 anos ressaltou a importância da congregação continuar iluminando a cidade

Por Daniel Gonçalves 17 de novembro de 2020

Atualmente, são 55 igrejas, 5.236 adventistas e a uma escola com 1.375 alunos fruto da Igreja Adventista Central de Itajaí, que começou a se reunir em 1920.

Em 1919, um morador de Itajaí (SC) chamado Elesbão Florentino Nunes conheceu a mensagem adventista e foi batizado. O trabalho pioneiro de um pastor vindo de Brusque teve outros frutos e mais pessoas seguiram o caminho do batismo. Formou-se, assim, em 1920, a primeira congregação adventista de Itajaí, o berço do adventismo no Brasil.

Leia também:

“Meu avô constatou na Bíblia que o sábado era o dia de guarda e outros ensinamentos. A partir dali, ele e um grupo de amigos começaram a se reunir em sua casa. Ele andava de bicicleta longas distâncias para falar de Deus”, lembra Carlos Nunes, neto do pioneiro adventista.

Seu Elesbão, até quando pôde, levou a mensagem adventista. Hoje são 55 igrejas, 5.236 adventistas e uma escola com 1375 alunos, frutos daquela primeira congregação, que começou a se reunir em 20 de novembro de 1920. Através dos netos biológicos ou espirituais do seu Elesbão, dezenas de ministérios surgiram para pregar o evangelho na cidade. São ministérios como do surf, da penitenciária e da pesca, que hoje continuam iluminando Itajaí de uma forma contemporânea.

E para comemorar esses 100 anos de história, a Igreja Adventista Central de Itajaí realizou neste sábado, 14 de novembro, uma programação especial. A história da igreja foi contada através de depoimentos, vídeos e encenações. “Os meus melhores anos de ministério foram aqui. Uma igreja que ama seus pastores. Todos os projetos lançados eram abraçados pelos irmãos. Era batismo de janeiro a janeiro”, explica o pastor Érico Xavier, distrital entre 1998 e 2002 na congregação. “Que bonito ver isso, pois, independente do pastor, o DNA dessa igreja é atuante, missionário”, complementa o pastor Marlinton Lopes, líder dos adventistas no Sul do Brasil.

O evento teve a presença de líderes da Igreja Adventista, como o pastor Erton Köhler, presidente sul-americano. “Vemos aqui muitos milagres, muitas vitórias, mas também 100 anos sem ver a volta de Jesus. Podemos não entender por que Ele ainda não voltou, mas sabemos que são 100 anos que Ele nos dá a oportunidade de levar pessoas a Cristo”, ressaltou o presidente.

Na oportunidade ainda foi batizada a jovem Ane Araújo Santos, discipulada por Carlos Nunes, neto do pioneiro da igreja. Ao final, cada adventista presente foi incentivado a ser luz para o mundo. “Assim como os pioneiros dessa igreja, você também tem um chamado para servir e discipular”, concluiu o pastor Rafael Rossi, líder sul-americano de comunicação.

Confira fotos do evento:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox