Notícias Adventistas

Filme O Resgate é exibido em praças e escolas públicas no leste do RS

Em Camaquã a produção foi levada para a praça central e em Nova Petrópolis uma escola pública abriu as portas para a exibição

23 de abril de 2017

Porto Alegre, RS… [ASN] Josué da Silva Dilmann e sua família saíram de casa na noite de 19 de abril para a praça central de Camaquã. O passeio tinha um motivo diferente dessa vez, pois devido a Semana Santa houve a exibição do filme O Resgate de maneira gratuita. Dilmann assistiu ao filme, comeu pipoca e no final da programação afirmou: “o momento da Páscoa é importante para reflexão e é difícil de ver nas praças ou em locais públicos de Camaquã ações como essa, que deveriam acontecer mais vezes”.

E quando se trata de reflexão a respeito do sacrifico de Jesus para salvar a humanidade, Lia de Borba concorda com Josué, que foi uma boa ideia fazer a exibição do filme em praça pública. “Muitos refletiram sobre o amor de Cristo em favor da humanidade e foi bom ver várias pessoas assistindo o filme e interagindo pela primeira vez com nós adventistas”, disse Borba.

Para o pastor Rodrigo Altar dos Santos, um dos coordenadores da exibição, “o filme ajuda a aproximar os adventistas da comunidade local com iniciativas gratuitas e edificantes para a família. É por isso que as ações públicas continuarão na cidade”, comenta.

Filme em escola pública

Já em Nova Petrópolis, os alunos da Escola Municipal Ensino Fundamental Otto Hoffmann assistiram o filme O Resgate durante o período de aulas nos dias 11 e 12 de abril graças à sugestão da supervisora Maria Cristina Cristina Xavier.

A proposta da exibição trouxe uma boa reflexão para todos os espectadores segundo a monitora Deise Suéli Procksch, porque “o filme traz uma forte referência a Cristo que morreu para salvar o próximo”.

Alunos de escola pública acompanharam O Resgate

O professor de oficinas de aprendizagem, Andrei Lanius Silva, também comentou a respeito da iniciativa que mexeu com os alunos e com os colaboradores da unidade escolar. “O filme é emocionante e o diferencial dele é que se trata de algo com atitudes. Há muitos outros que têm bastante reflexão e até se vê contatos com Deus, mas não mostram a parte prática”, disse Silva.

O pastor Rogério Francisco da Silva, líder adventista na região de Nova Petrópolis, ressalta que a igreja aproveitará o exemplo prático demonstrado em O Resgate para se aproximar dos alunos e dos colaboradores na escola. “A Semana Santa com o filme, com as reuniões de oração nos lares e com as pregações realizadas nas congregações acaba sendo o começo de muitas amizades para manter o contato e poder ajudar de maneira prática e pessoal cada situação em que viermos interagir”, lembra Silva.

Esse início de amizades e interações durante a Semana Santa é fundamental para a continuidade das ações missionárias de acordo com o líder do Ministério Pessoal da Associação Sul-rio-grandense, Pastor Célio Longo. “Nesse período começa as primeiras ações missionárias e logo depois iniciam as classes bíblicas, os domingos especiais e tantos outros trabalhos que poderão ser celebrados em setembro com o batismo da primavera ou em novembro com a união dos pastores e líderes leigos em pontos de evangelismo público. Por isso quando se faz ações em grupos fora da igreja isso se torna um benefício para alcançar mais pessoas com o evangelho”, afirma Longo. [Equipe ASN, Eduardo Teixeira]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox