Notícias Adventistas

Drive-thru homenageia público feminino em razão do Dia da Mulher

Cerca de 70 mulheres foram impactadas pela ação, realizada na região norte paulista.

Por Vanessa Moraes 8 de março de 2021

Mulheres receberam marcador de páginas personalizado e espelho de bolso durante homenagem (Foto: Arquivo Pessoal).

Desde o início da pandemia, Isabel Thomaz Lima, de 64 anos, não vai à igreja. Por fazer parte do grupo de risco da Covid-19, ela acompanha os cultos pela internet. No entanto, na tarde do último sábado, Isabel teve a oportunidade de rever a igreja que frequenta, além de alguns membros, mesmo que a distância. A oportunidade foi resultado de um drive-thru realizado pelo Ministério da Mulher da Igreja Adventista da Casa Verde, na região norte da capital paulista. A ação homenageou o público feminino em função do Dia da Mulher, celebrado no dia 8 de março.

Leia também:

Para quem está há quase um ano sem participar dos cultos presenciais, Isabel considera essencial a preocupação da Igreja com as pessoas. “Achei importante essa postura de planejar esse contato com os membros, mesmo sendo um contato muito rápido, mas, a meu ver, de muita valia”, comenta. Ela também conta que se preparou para participar da ação. “Eu já havia me programado para ir ao drive-thru prestigiar o trabalho das irmãs, e também me senti privilegiada pela equipe”, afirma.

Dez mulheres fazem parte da equipe que organizou o drive-thru especial (Foto: Arquivo Pessoal).

Ato de carinho

Este é o primeiro ano de Jeane de Paula como líder local do Ministério da Mulher. Segundo ela, o drive-thru foi realizado pensando em todas as mulheres das igrejas adventistas da região, especialmente nas idosas que há meses não vão à igreja devido à pandemia. Na equipe de Jeane, dez mulheres organizaram a ação, que distribuiu um marcador de páginas personalizado e um espelho de bolso, ambos com mensagens especiais. “Me senti usada por Deus para praticar um ato de carinho, a fim de aliviar um pouco esse momento triste que estamos vivendo”, diz.

De acordo com Jeane, cerca de 70 mulheres foram impactadas pela ação. “Gostaria de ter atingido um número maior de mulheres, mas entendo que muitas realmente não estão saindo de casa. Mas quisemos lembrar do significado da mulher e da importância que temos para o mundo. Somos representantes de Jesus em todos os lugares, no lar, no trabalho, na educação dos filhos, em tudo. Então, esse dia não poderia ser deixado passar em branco”, ressalta.

Reconhecimento divino

Para a líder das mulheres adventistas das regiões leste e norte da capital paulista, Marziane Guimarães, é muito importante lembrar que as mulheres têm um grande papel na sociedade, e muitas vezes não são reconhecidas por isso. “Essa lembrança na Igreja também se faz necessária, pois as mulheres têm feito uma grande diferença. Elas são 60% de nossa comunidade cristã. Têm mulheres que são as heroínas em seus lares, mas nunca foram reconhecidas na sociedade”, destaca.

Marziane complementa que as mulheres guerreiras são aquelas que travam batalhas todos os dias para proporcionar bem-estar à família e, acima de tudo, ao servir a Deus e à Igreja. “São mulheres que, embora muitas vezes não sejam reconhecidas aos olhos humanos, têm grande valor para Deus. Hoje somos uma Igreja forte pelo apoio de mulheres simples, mas que se deixam ser usadas por Deus para transformar vidas. Sua força é admirável ainda que o mundo não reconheça”, conclui a líder.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox