Notícias Adventistas

Dia do Ancião é celebrado com encontro em Cuiabá

Mais de 600 pessoas, entre anciãos e suas esposas, participaram do evento.

22 de junho de 2015
anciãos

Mais de 600 pessoas participaram do encontro, em Cuiabá, em comemoração ao Dia do Ancião e Diretores de Congregação.

Cuiabá, MT… [ASN] Eles atuam como elos entre os vários departamentos das Igrejas Adventistas do Sétimo Dia. Trabalham ao lado do pastor, são voluntários e estão sempre à disposição de todos. Estes líderes das igrejas da região metropolitana de Cuiabá se reuniram no último sábado (20), no Centro de Eventos do Pantanal, para a celebração do Dia dos Anciãos e Diretores de Congregações.

“Queremos homenageá-los, porque são homens e mulheres que levam avante a igreja de Deus”, destaca o pastor Evaldo de Souza Oliveira, diretor da Associação Ministerial da Igreja Adventista para todo o Estado de Mato Grosso, departamento que promoveu o evento. “O ancião é um pastor, um líder local. Um co-pastor, pois o pastor costuma ter diversas igrejas para cuidar e precisa dessa ajuda”, explica o pastor Helder Roger, líder da Igreja Adventista no Centro-Oeste.

Mais de 600 pessoas, entre anciãos e suas esposas, participaram do encontro. “A esposa de um ancião desenvolve um papel muito importante no lar, na igreja e na vida do seu marido. Ela é sua apoiadora, é uma mulher que precisa ser observadora para ajuda-lo quando precisar”, diz Debora Silva, líder dos Ministérios da Mulher e coordenadora da Área Feminina da Associação Ministerial (AFAM) para a região Centro-Oeste.

“É uma dedicação e exige muita responsabilidade ser esposa de um ancião. Meu papel é ajuda-lo a caminhar e ver o que está por vir”, afirma Joana Munhoz, esposa do ancião Carlos Roberto de Macedo. “Como igreja e como líderes precisamos zelar pelo seu crescimento, sua missão e pelos jovens que nos tem como exemplo”, diz Carlos.

Uma das abordagens do encontro foi a importância desse ministério e o papel dos anciãos no fortalecimento dos relacionamentos na igreja, tendo como base a visão das Igrejas do Centro-Oeste: igrejas que crescem saudáveis através da amizade.

“Quando falamos que ser igreja é ser amigo, estamos fazendo um chamado, um apelo, para todos nós: pastores, anciãos e líderes da igreja, para que possamos viver aquilo que pregamos”, explica o pastor Helder Roger. [Equipe ASN, Dayane Nascimento]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox